quinta-feira, 14 de outubro de 2021

Versículos bíblicos sobre família

 








Deus criou a primeira família, pois essa é sua vontade, esse é o padrão estabelecido. (A família é uma instituição divina, ela é a base da vida social).

Em torno dessa instituição, no sentido mais amplo, rodeiam formas de organização coletiva e social, direitos e deveres, referências para os nossos relacionamentos.

De todo o relato da criação detalhado no livro de Gênesis algo é mencionado por Deus que não é Bom. “Não é bom que o homem viva só.”

Este texto da criação em Gênesis nos mostra o primeiro objetivo de Deus ao criar a família e fica evidente que a célula mater da sociedade foi criada a partir da necessidade humana de ter companhia. 

O propósito divino era estabelecer uma instituição que pudesse propiciar ao ser humano abrigo e relacionamento (mas porque as coisas estão diferentes dentro das famílias, porque em muitos lares as famílias não são mais ambientes de abrigo e relacionamento, porque será que muitas pessoas crescem sem essas referências?)

Atualmente temos visto e vivido um tempo de escassez na área dos relacionamentos, estamos ficando cada vez mais superficiais, frios e distantes uns dos outros.

Nosso intuito é abordar alguns versículos bíblicos que falam sobre a família.

Gênesis 1:28

Deus os abençoou e lhes disse: ‘Sejam férteis e multipliquem-se! Encham e subjuguem a terra! Dominem sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu e sobre todos os animais que se movem pela terra.

Gênesis 2:24

Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne.

Êxodo 20:12

Honra teu pai e tua mãe, a fim de que tenhas vida longa na terra que o Senhor, o teu Deus, te dá.

Salmos 127:3-5

Os filhos são herança do Senhor, uma recompensa que ele dá. Como flechas nas mãos do guerreiro são os filhos nascidos na juventude. Como é feliz o homem que tem a sua aljava cheia deles! Não será humilhado quando enfrentar seus inimigos no tribunal.

Provérbios 11:29

Quem causa problemas à sua família herdará somente vento; o insensato será servo do sábio.

Provérbios 15:27

O avarento põe sua família em apuros, mas quem repudia o suborno viverá.

Eclesiastes 9:9

Goza a vida com a mulher que amas, todos os dias da tua vida vã, os quais Deus te deu debaixo do sol, todos os dias da tua vaidade; porque esta é a tua porção nesta vida, e no teu trabalho, que tu fizeste debaixo do sol.

Marcos 10:6-9

Mas no princípio da criação Deus ‘os fez homem e mulher’. ‘Por esta razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne’. Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém o separe.

Efésios 5:33

Portanto, cada um de vocês também ame a sua mulher como a você mesmo, e a mulher trate o marido com todo o respeito.

Efésios 6:1-2

Filhos, obedeçam a seus pais no Senhor, pois isso é justo. “Honra teu pai e tua mãe” – este é o primeiro mandamento com promessa.

1 Timóteo 5:8

Se alguém não cuida de seus parentes, e especialmente dos de sua própria família, negou a fé e é pior que um descrente.

Provérbios 23:22

Ouça o seu pai, que o gerou; não despreze sua mãe quando ela envelhecer.

Deuteronômio 6:6,7

E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração; E as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te.”

Salmos 128:3-6

A tua mulher será como a videira frutífera aos lados da tua casa; os teus filhos como plantas de oliveira à roda da tua mesa. Eis que assim será abençoado o homem que teme ao Senhor. O Senhor te abençoará desde Sião, e tu verás o bem de Jerusalém em todos os dias da tua vida.

E verás os filhos de teus filhos, e a paz sobre Israel.

Efésios 6:4

E vós, pais, não provoqueis à ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor.”

Infelizmente nos dias atuais o que vemos é a desmoralização e banalização total da Instituição do Casamento. 

Vemos homens “casando” com homem, mulher “casando” com mulher e antes de “casar” já moram juntos como se fossem casados. Um quadro perfeito de fornicação. É o tal do “FICAR” infelizmente, muito em moda hoje em dia e que contraria frontalmente as normas divinas. 

Esses procedimentos acabam por destruir toda base de um casamento como Deus ordenou. E, quem paga a conta são os filhos que nascem sob essa situação irregular do casamento.

Universalidade da Bíblia

Pb. João Placoná




quinta-feira, 7 de outubro de 2021

Fique esperto nas coisas de Deus



Infelizmente o povo brasileiro não costuma ler frequentemente as Sagradas Escrituras.

Somos um povo cujas tradições nos levam ao Catolicismo. É claro que cada um escolhe onde depositar a sua fé.

Mas, não podemos deixar de citar que o povo Católico não é incentivado a seguir e ler a Bíblia Sagrada constantemente.

Caso alguém duvide, é só pedir para o Padre, no Púlpito, que peça aos fieis que levantem as mãos quem estiver com a sua Bíblia Sagrada.

Geralmente a Bíblia - quando tem uma - fica sobre um móvel na Sala de Visitas geralmente aberto no Salmo 23, ou Salmo 91.

Falo isso porque já fui católico e sei como funciona.

Bem, vamos ao que realmente interessa: 

Se você está precisando conhecer um pouco mais do que a Bíblia recomenda do que você precisa para ter uma vida cristã mais saudável, não deixe de clicar aqui:

  LOJA CRISTÃ

Estou esperando por você.

Fique com Deus!

Pb. João Placoná

terça-feira, 5 de outubro de 2021

Romarias

 








Estamos chegando no dia 12/10, dia em que os católicos comemoram Nossa Senhora Aparecida.

Centenas de milhares de pessoas, nesse dia, fazem verdadeiros sacrifícios (não só físico como também financeiro) para irem: Uns a pé, outros de ônibus, outros de Carros, outros de Charrete, outros de Cavalos em Romarias até Aparecida do Norte (São Paulo).

O deslocamento até a Igreja tem como objetivo expressar a gratidão por graças alcançadas ou como uma forma de penitência para o desenvolvimento espiritual.

Nada contra pois já fui católico e várias vezes visitei a Igreja, indo de Ônibus ou de Carro.

Hoje, o meu entendimento é outro...

Deus não exige sacrifício de ninguém para adorá-lo e agradecê-Lo pelas graças recebidas. SIM! É a Ele que temos que agradecer.

O agradecimento pode ser feito em qualquer lugar veja:

“Mas, quando você orar, vá para seu quarto, feche a porta e ore a seu Pai, que está em secreto. Então seu Pai, que vê em secreto, o recompensará”. Mateus 6:6.

Ou então o caso de Jonas: “E disse: Na minha angústia clamei ao Senhor, e ele me respondeu; do ventre do inferno (um enorme peixe) gritei, e tu ouviste a minha voz”. Jonas 2:2.

O maior sacrifício foi o sacrifício de Jesus na cruz. Por causa desse sacrifício, todos os nossos pecados são perdoados. Agora não precisamos mais oferecer sacrifícios para obter o perdão de Deus, nem para agradecê-Lo.

Aliás, não nos esqueçamos que: "O Deus que fez o mundo e tudo o que nele há é o Senhor dos céus e da terra e não habita em santuários feitos por mãos humanas”. Atos 17:24

Entendo que Deus se alegrará mais se você ao invés desse sacrifício, for visitar um doente terminal num Hospital ou então visitar um idoso(a) num Asilo onde normalmente as pessoas precisam de carinho e de uma Palavra de Deus.

É o que eu penso – Sem ofensas!!!

Cada um segue a sua Fé, e, o Nosso Deus, pela sua Infinita Sabedoria sabe respeitar opiniões diferentes, desde que, elas estejam em conformidade com as Escrituras.

Pb. João Placoná


domingo, 3 de outubro de 2021

Reconheça uma igreja saudável

 












Embora nenhuma denominação ou congregação seja perfeita, a Bíblia apresenta várias características para nos ajudar a reconhecer uma igreja que corresponde ao padrão de Deus:

Uma igreja saudável ensina a sã doutrina baseada em todo o conselho da Palavra de Deus (Tito 1:9; 2:1; 1 Timóteo 6:3-4; 2 Timóteo 2:2).

Uma igreja saudável reconhece as qualificações bíblicas dos líderes espirituais. Por exemplo, líderes piedosos, não devem ser arrogantes, temperamentais, violentos, gananciosos ou desonestos, mas sim hospitaleiros, sábios, justos, retos, disciplinados e devotos (Tito 1:6-9; 1 Timóteo 3:1-7).

Uma igreja saudável produzirá líderes segundo o exemplo de Jesus Cristo, que é o cabeça da igreja (Efésios 1:22–23; 4:15; 5:23 Colossenses 1:18). Jesus liderou por meio da servidão (Mateus 20:25–28; João 13:12–17). Jesus também passou a maior parte de Seus três anos no ministério interagindo intimamente com os doze discípulos, ensinando e treinando-os e permitindo que observassem Sua vida.

Uma igreja saudável enfatiza o discipulado, o qual produz seguidores fiéis que, novamente, não são perfeitos, mas conhecem e amam a Deus e procuram obedecer à Sua Palavra (João 8:31-32; 14:15; 1 João 2:3-6).

Uma igreja saudável faz sua parte em obedecer à Grande Comissão (Mateus 28:19-20) de espalhar as boas novas de que Jesus Cristo morreu por nossos pecados, ressuscitou da morte para a vida e agora reina para oferecer perdão dos pecados, nova vida no Espírito e vida eterna para todos os que se arrependem e creem. O evangelismo abrange o evangelismo local, missões mundiais e simplesmente compartilhar o evangelho com as pessoas em nossa vida cotidiana. Como embaixadores de Cristo nesta terra, os crentes são chamados para serem “um aroma de Cristo, nos que se salvam e nos que se perdem. Para uns, na verdade, cheiro de morte para morte; mas para outros cheiros de vida para vida” (2 Coríntios 2:15-16).

Uma igreja saudável hoje exibirá entusiasmo semelhante por uma vida cristã autêntica e participará dos propósitos e da obra do reino de Deus nesta terra.

Quando os crentes se reúnem, tanto para a adoração corporativa quanto para o estudo em pequenos grupos, a Bíblia deve ser o centro do ensino. A interpretação fiel e a aplicação diária da sã doutrina bíblica produzirão uma vida cristã saudável (1 Timóteo 1:10; 4:6; 2 Timóteo 3:15–17).

Uma Igreja saudável deve ser administrada por pastores qualificados e que se preocupam em fornecer aos ofertantes e dizimistas uma prestação de contas, de 6 em 6 meses, informando com clareza de onde vieram e para onde foram os recursos arrecadados.

Lembremos que os recursos arrecadados são exclusivamente para aplicação na própria igreja que, por sua vez, têm despesas operacionais que precisam ser pagas. O pastor que se dedica exclusivamente à igreja poderá ter uma remuneração justa que permita o sustento da sua família.

Pb. João Placoná

sábado, 2 de outubro de 2021

Por que ninguém pode servir a dois senhores?

 

“Ninguém pode servir a dois senhores” é uma exortação de Jesus cujo significado revela a exclusividade exigida por Deus aos seus servos.

O próprio Jesus explica por que não se pode servir a dois senhores. Ele diz: “porque ou há de aborrecer-se de um e amar ao outro, ou se devotará a um e desprezará ao outro” (Mateus 6:24).

A declaração “ninguém pode servir a dois senhores” faz parte de uma sequência de exortação onde Jesus deixa muito claro que o comprometimento a Deus não pode ser divido.

O apóstolo claramente diz que ou uma pessoa serve a Deus ou serve ao pecado. Não há meio termo; Deus não aceita sociedade!

Sabemos que há religiões ou seitas que dividem a adoração e obediência a Deus com outras figuras, quer físicas ou espirituais.

Não vamos entrar no mérito se estão certas ou erradas, apenas queremos explicar que, como falamos anteriormente, Deus não aceita sociedade e a Bíblia Sagrada está repleta de passagens condenando adorações e manifestações com essas figuras, quer físicas ou espirituais.

Vejamos algumas:

 "Não recorram aos médiuns nem busquem a quem consulta espíritos, pois vocês serão contamina­dos por eles. Eu sou o Senhor, o Deus de vocês." (Levítico 19:31).

"Quando entrarem na terra que o Senhor, o seu Deus, dá a vocês, não procurem imitar as coisas repugnantes que as nações de lá praticam. Não permitam que se ache alguém no meio de vocês que queime em sacrifício o seu filho ou a sua filha; que pratique adivinhação, ou se dedique à magia, ou faça presságios, ou pratique feitiçaria ou faça encantamentos; que seja médium, consulte os espíritos ou consulte os mortos. O Senhor tem repugnância por quem pratica essas coisas, e é por causa dessas abominações que o Senhor, o seu Deus, vai expulsar aquelas nações da presença de vocês. (Deuteronômio 18:9-12).

“Certo dia, indo nós para o lugar de oração, encontramos uma escrava que tinha um espírito pelo qual predizia o futuro. Ela ganhava muito dinheiro para os seus senhores com adivinhações. Essa moça seguia Paulo e a nós, gritando: "Estes homens são servos do Deus Altíssimo e anunciam o caminho da salvação". Ela continuou fazendo isso por muitos dias. Finalmente, Paulo ficou indignado, voltou-se e disse ao espírito: "Em nome de Jesus Cristo eu ordeno que saia dela!" No mesmo instante o espírito a deixou”. (Atos dos Apóstolos 16:16-18).

"Voltarei o meu rosto contra quem consulta espíritos e contra quem procura médiuns para segui-los, prostituindo-se com eles. Eu o eliminarei do meio do seu povo”. (Levítico 20:6).

"Os homens ou mulheres que, entre vocês, forem médiuns ou consultarem os espíritos, terão que ser executados. Serão apedrejados, pois merecem a morte". (Levítico 20:27).

Quando disserem a vocês: "Procurem um médium ou alguém que consulte os espíritos e murmure encantamentos, pois todos recorrem a seus deuses e aos mortos em favor dos vivos", respondam: "À lei e aos mandamentos!" Se eles não falarem conforme esta palavra, vocês jamais verão a luz! (Isaías 8:19-20).

“O Espírito diz claramente que nos últimos tempos alguns abandonarão a fé e seguirão espíritos enganadores e doutrinas de demônios”. (1 Timóteo 4:1).

Em toda a bíblia é notória a condenação de Deus a toda a forma de consulta aos espíritos. Os demônios fazem-se passar pelos espíritos dos antepassados.

Eles usam as pessoas para exercerem controle e levar as pessoas para longe de Deus onde serão presas. Foi por isso que Jesus falou: “O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância”. João 10:10

Se você se julga um cristão deve observar as passagens acima sob pena de estar contrariando a Palavra de Deus. Veja esta passagem em Lucas quando Jesus diz: “Não os conheço, nem sei de onde são vocês. Afastem-se de mim, todos vocês, que praticam o mal” (Lucas 13:27).

Se você pertence a alguma entidade religiosa que contraria essas recomendações bíblicas você está correndo um grande risco e não adianta dizer que é cristão, orar e pedir ajuda ao nosso Deus quando você O divide com outras entidades espirituais e figuras criadas pelo homem.

Jesus disse que ninguém vai ao Pai senão através dele, e que Ele é o intercessor de toda a humanidade. Ele é chamado de Advogado, o que defende seu discípulo. Ele orienta sobre os perigos da idolatria, que é o ato de colocar sua fé e confiança em outro que não Ele. Ele é chamado de médico dos médicos, porque está nEle e é dEle toda a cura que o ser humano precisa. Ele é o Caminho, a Verdade e a Vida. Não precisamos de ninguém mais, ele já completou a obra necessária para providenciar nosso caminho para a salvação.

Que o Senhor te ilumine para que possa refletir sobre os ensinamentos acima e tomar a direção correta da sua vida que agradará a Deus.

Pb. João Placoná

 


domingo, 19 de setembro de 2021

Como posso ser Salvo?


“Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.” (Jo 3.17).

 Deus não podia ter feito maior sacrifício do que este: Dar o seu próprio Filho para reconciliar consigo um mundo rebelde e perdido.

I. A TRANGRESSÃO DE ADÃO TROUXE A CONDENAÇÃO E A MORTE A TODA GERAÇÃO HUMANA

“Portanto, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens por isso que todos pecaram.” (Rm 5.12).

Deus decretou uma lei imutável: “... A alma que pecar, essa morrerá.” (Ez 18.4).

II. O PECADO SEPARA O HOMEM DE DEUS

“Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça.” (Is 59.2).

III. PARA NOS APROXIMAR DE DEUS HÁ SÓ UM CAMINHO

“Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.” (Jo 14.6).

“Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem. O qual se deu a si mesmo em preço de redenção por todos, para servir de testemunho a seu tempo.” (1ª Tm 2.5-6).

IV. DEUS, NA SUA INFINITA MISERICÓRDIA E AMOR, PLANEJOU UM MEIO PELO QUAL O PECADOR PODE SER SALVO

Deus enviou o Espírito Santo ao mundo para convencer homens pecaminosos, da sua condição perdida.

“E VOS vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados, em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência. Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também. Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou, estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos), e nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus.” (Ef 2.1-6).

Nunca poderemos entrar no céu nem permanecer na presença de Deus enquanto houver pecado na nossa conta.

Temos que ser salvos do pecado pela expiação que Cristo consumou no Calvário, porque:

“... Quase todas as coisas, segundo a lei, se purificam com sangue; e sem derramamento de sangue não há remissão.” (Hb 9.22).

“Porque a vida da carne está no sangue; pelo que vô-lo tenho dado sobre o altar, para fazer expiação pelas vossas almas; porquanto é o sangue que fará expiação pela alma.” (Lv 17.11).

V. PARA SALVAR O HOMEM PERDIDO E PECAMINOSO DO CASTIGO CORRESPONDENTE À TRANSGRESSÃO DA LEI, TINHA QUE HAVER UM SUBSTITUTO

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (Jo 3.16).

“Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o SENHOR fez cair sobre ele a iniquidade de nós todos.” (Is 53.4-6).

“Àquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus.” (2ª Co 5.21).

Na cruz, Jesus exclamou: “Está consumado.” Isto significa que estava concluída a obra da redenção.

VI. JESUS SATISFEZ A JUSTIÇA DIVINA POR NÓS

“Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais, mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado.” (1ª Pd 1.18-19).

“E cantavam um novo cântico, dizendo: Digno és de tomar o livro, e de abrir os seus selos; porque foste morto, e com o teu sangue compraste para Deus homens de toda a tribo, e língua, e povo, e nação.” (Ap 5.9).

“Porque também Cristo padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; mortificado, na verdade, na carne, mas vivificado pelo Espírito.” (1ª Pd 3.18).

VII. TODOS AQUELES QUE CRÊEM EM JESUS CRISTO TEM VIDA ETERNA

“E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu Filho. Quem tem o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida.” (1ª Jo 5.11-12).

“Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que creem no seu nome.” (Jo 1.12).

Jesus disse: “Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida.” (Jo 5.24).

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (Jo 3.36).

“Estas coisas vos escrevi a vós, os que credes no nome do Filho de Deus, para que saibais que tendes a vida eterna, e para que creiais no nome do Filho de Deus.” (1ª Jo 5.13).

VIII. SALVAÇÃO É UM ATO DE DEUS - JAMAIS UM PROCESSO

Ato é uma ação de Deus em transferir o direito ao pecador de gozar e participar ao mesmo tempo, a experiência da salvação de sua alma e o perdão de seus pecados.

 O ato de Deus na salvação do pecador é imediato e Eterno.

Lemos na Palavra de Deus que todo aquele que crê em Cristo é salvo. “... Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo ...” (At 16.31).

Isto não inclui o crer vulgar. Geralmente as pessoas creem em alguma coisa, mas até os demônios creem e estremecem:

“Tu crês que há um só Deus; fazes bem. Também os demônios o creem, e estremecem.” (Tg 2.19).

Constatamos assim a inutilidade de uma mera crença e não da fé que é o resultado do Novo Nascimento do Espírito Santo, e que é uma exclusividade de Deus, sem as obras da lei.

A Palavra de Deus diz em Efésios 2.8-9: “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie.”

O pecador recebe imediata e instantaneamente a salvação de sua alma e o perdão de seus pecados, no momento em que crê em Cristo como seu Salvador pessoal.

No caso da salvação de Zaqueu, a Bíblia emprega a palavra “HOJE”, que quer dizer, o dia em que ele do alto de uma árvore, antes que avistasse Jesus, ficou surpreso ao ouvi-lo dizer: “... Zaqueu, desce depressa, porque hoje me convém pousar em tua casa.” (Lc 19.5).

Subiu na árvore o Zaqueu perdido; desceu outro Zaqueu; salvo, alegre, hospitaleiro expansivo.

Na carta aos Hebreus 13.7-8, deparamo-nos com a advertência divina: “Lembrai-vos dos vossos pastores, que vos falaram a palavra de Deus, a fé dos quais imitai, atentando para a sua maneira de viver. Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente.”

Novamente se refere à palavra hoje, nunca ao dia de manhã, pois ele não nos pertence.

Quando o carcereiro de Filipos perguntou a Paulo e Silas: “... Senhores, que é necessário que eu faça para me salvar?” Paulo e Silas responderam: “... Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa." (At 16.31).

O carcereiro creu, aceitando Jesus naquele momento, e foi salvo, sem a menor exigência de boas obras nem batismo.

A resposta de Paulo e Silas foi autoritária, não admitindo dúvidas. Eles não disseram “Talvez.”

Por que? Porque a salvação é pela fé na pessoa de Jesus Cristo.

IX. SALVAÇÃO NÃO É UM PROCESSO

Processo significa uma sequência, cujos acontecimentos exigem mais tempo, precisando de uma análise cuidadosamente estudada. Processos há que contém resmas e mais resmas de papel; alguns engavetados há décadas.

Ouvi em certa ocasião um ministro falar, por meio de uma aparelhagem de som, convidando as pessoas que estivessem interessadas em ser salvas, a se dirigirem a sua igreja, afirmando que lá havia salvação. Tive a oportunidade de falar com várias pessoas, membros daquela igreja, as quais afirmaram saber algo sobre a salvação somente após a morte; nesta vida pode-se ser salvo dos vícios e pecados, foi o que disseram.

Outros há que alimentam a possibilidade da salvação de seus adeptos no cumprimento de todos os deveres determinados pelo ministro, chegando a afirmar até que fora daquela igreja não há salvação.

Amigo (a), receba, pela fé, quem fez a salvação perfeita e completa agora. Jesus Cristo, que morreu derramando seu sangue precioso na cruz, a fim de salvá-lo.

Jesus Cristo afirmou: “Por isso vos disse que morrereis em vossos pecados, porque se não crerdes que eu sou, morrereis em vossos pecados.” (Jo 8.24).

“Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor.” (Rm 6.23).

“Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo.” (Rm 5.1).

“Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito.” (Rm 8.1).

Crê no Senhor Jesus Cristo, agora mesmo, de todo o seu coração e será salvo eternamente!

Pr. Elias Ribas

Pb. João Placoná


segunda-feira, 6 de setembro de 2021

Por que temos que aceitar a Jesus?


 







Quando Deus criou o mundo Ele criou o homem à sua imagem e semelhança. Ou seja, quando olhamos para você, nos lembramos de Deus, quando você olha para nós, você se lembra de Deus. E Deus criou o ser humano para adorá-Lo e amá-Lo.

Porém a serpente, o nosso arqui-inimigo, o diabo, entrou no mundo para semear dúvida no ser humano com o intuito de destruí-lo.

Foi isto que ele fez com Eva e Adão, induzindo-os a desobedecer a Deus e serem expulsos do paraíso. Neste momento, o ser humano foi destituído da glória de Deus e passou a viver sob o domínio do diabo. E Deus não pode forçar o homem a adorá-lo novamente, porque Deus deu a livre escolha ao homem e, portanto, Deus é justo até neste momento.

Por causa deste domínio do diabo que o mundo passa por todas estas desgraças, como: guerras, tristezas e aflições até hoje. Mas Deus não desistiu da humanidade: enviou Jesus, para resgatar do domínio do diabo àqueles que o aceitarem e os transportarem para a luz.

“e que nos tirou do poder das trevas, e nos transportou para o reino do seu Filho amado”.

O versículo acima define dois aspectos de quem é Jesus:

É nosso Salvador, o verdadeiro Messias, porque tem o poder de nos tirar do poder do diabo e nos transportar de volta ao Reino de Deus;

É nosso Senhor, porque o próprio versículo o define como rei “Reino do seu Filho amado”.

O apóstolo João explica muito bem que o diabo é o que nos acusa, que nos faz cometer erros, pecados. E também explica qual o objetivo de Jesus sido enviado por Deus.

“quem comete pecado é do Diabo; porque o Diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para destruir as obras do Diabo”.

Jesus é a Palavra de Deus que foi feito carne e osso e habitou entre nós, é Deus na Terra. Deus enviou o seu próprio filho para que todo aquele que NEle creia, não pereça, mas tenha vida eterna.

Existe um ditado popular que diz: “Também sou filho de Deus”.. Isto não é verdade. Somos todos criaturas de Deus. Somente seremos filhos de Deus se aceitarmos a Jesus como nosso Senhor e Salvador.

“Mas, a todos quantos o receberam, aos que creem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus”.

Por isto às vezes dizemos carinhosamente que Jesus é o nosso irmão mais velho. Jesus é o primeiro filho, e quando nós o aceitamos, somos também feitos filhos de Deus.

Deus enviou Jesus para pagar o preço pelos pecados que a humanidade cometeu desde que Adão e Eva foram destituídos da presença de Deus. Por isto Jesus morreu na cruz, para pagar o preço por todos os nossos pecados, as nossas iniquidades. O profeta Isaías previu a vinda de Jesus nada menos que 700 anos antes disto acontecer.

Atenção para um detalhe importante: todos dizem que Jesus morreu na cruz, mas poucos dizem que depois de três dias, Jesus ressuscitou e depois subiu aos céus para reencontrar Deus Pai. Nenhum outro deus fez isto, somente Jesus o fez. Portanto, Jesus continua vivo e virá pela segunda vez para levar com Ele todos os que creem nele.

Isto prova que Jesus não é religião, mas sim a verdade, porque ele está vivo e vai voltar. O próprio Jesus: “Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim”.

Portanto Jesus é o único caminho para se chegar a Deus. A religião é um meio que o homem inventou para tentar atingir a Deus. Porém, o Evangelho é o contrário: é Deus atingindo às pessoas. Não existe outra maneira de se atingir a Deus senão por Jesus: “Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem”.

No lugar de Jesus, veio a terceira pessoa de Deus: O Espírito Santo, justamente para nos convencer de nossos pecados e nos voltarmos a Deus novamente, aceitando a Jesus como Senhor e Salvador. Até hoje, o Espírito Santo é quem inspira, quem convence do pecado, quem nos consola, quem nos auxilia.

Não podemos forçar você a aceitar a Jesus em nenhum momento. Se Deus nos deu livre arbítrio, somos nós que decidimos individualmente por nossas vidas se aceitamos ou não a Jesus.

O que podemos dizer é que esta escolha é mesmo de “vida” ou “morte”: de vida eterna ou de morte eterna. Deus diz que ao homem é permitido morrer uma só vez, vindo depois o julgamento.

O julgamento consiste em saber se o homem passará a eternidade com Deus (vida eterna) ou passará a eternidade separado de Deus para sempre (morte eterna).

Deus diz que o inferno foi feito para o diabo e seus anjos, mas também todo aquele que não aceita a Jesus como seu legítimo Senhor e Salvador, infelizmente terá este mesmo destino. O único meio de se garantir a vida eterna com Deus é aceitando a Jesus em sua vida.

Portanto, faça a escolha certa desde já: aceite a Jesus em sua vida, dê lugar a Ele, entregue seu coração a Ele. Ele é Deus, e Deus é Amor. Deus te ama e é da vontade Dele que você se salve. Porém, esta é uma decisão que somente você pode tomar.

Se você irmão(a) ainda não aceitou Jesus e leu esta mensagem, não foi por acaso, Deus tem um propósito em sua vida:

Deus conhece os seus passos o seu coração, Ele aceita você como está, Ele perdoa os seus pecados, Ele transforma vidas.

Se você sente em seu coração a necessidade de buscar renovo, você quer mudar de vida, repita comigo em voz alta esta oração abaixo:

“Meu Deus, meu Pai,

Eu aceito Jesus Cristo como único Senhor e Salvador de minha vida. Quero fazer parte do Teu plano para minha vida. Neste momento, meu Pai, recebo teu filho Jesus em meu coração para que seja quebrado em mim o velho homem, e que eu seja feito nova criatura. Eu renuncio a todas as minhas ações que foram feitas contra Tua vontade. Perdoa-me Senhor, pois quero ser renovado; quero fazer parte da Tua família, ser Teu filho amado. Quero andar contigo todos os dias da minha vida, viver a verdade que é a Tua Palavra, seguir Teus passos, regozijar em Ti, ver a Tua glória. Quero que sejas o meu conforto nos meus momentos de insegurança, que sejas a minha alegria quando eu estiver triste, que sejas o meu escudo que me guarda dos inimigos, que sejas o meu socorro pois não temerei nenhum mal e nem a solidão. Declaro que Tu estarás sempre comigo e serás meu melhor amigo. Jesus, Te amo, Te quero e desejo Tua presença. Amém.”

Bem-vindo a sua nova família, procure uma igreja evangélica mais próxima da sua casa e diga que você já aceitou Jesus e quer aprender a Palavra de Deus, tenho certeza de que você será bem recebido pela sua nova família.

Que Deus te abençoe, sempre.

Universalidade da Bíblia

Pb. João Placoná


sexta-feira, 6 de agosto de 2021

Orientação sobre o divórcio e o 2º Casamento

 













Em primeiro lugar, independentemente do ponto de vista que se tenha a respeito do divórcio, é importante lembrar-se de Malaquias 2:16: “Pois eu detesto o divórcio, diz o Senhor Deus de Israel.”

De acordo com a Bíblia, o plano de Deus é que o casamento seja um compromisso para toda a vida. Entretanto, Deus bem sabe que já que o casamento envolve dois seres humanos pecadores, o divórcio poderá ocorrer.

Vejamos as situações:

Uma pessoa só pode ter outro matrimônio se ficar viúva

1 Coríntios C7 V39

Romanos C7 V2, 3

 No caso de traição quem foi traído pode casar outra vez

Mateus C5 V32

Mateus C19 V8, 9

 Caso contrário está em adultério.

Marcos C10 V11, 12

Lucas C16 V18

Para o bom entendimento deste importante assunto, não continue sem antes examinar as passagens bíblicas acima mencionadas.

Jesus mostrou que estas leis foram dadas por causa da dureza do coração das pessoas, não porque tais leis eram o desejo de Deus (Mateus 19:8).

A polêmica a respeito do divórcio e do novo casamento, se são ou não permitidos de acordo com a Bíblia, gira basicamente em torno das palavras de Jesus em Mateus 5:32 e 19:9. A frase “a não ser por causa de infidelidade” é a única coisa nas Escrituras que possivelmente dê a permissão de Deus para o divórcio e um novo casamento.

As relações sexuais são uma parte muito importante do laço matrimonial: “e serão dois uma só carne” (Gênesis 2:24; Mateus 19:5; Efésios 5:31). Por este motivo, uma quebra neste laço por relações sexuais fora do casamento pode ser uma razão permissível para o divórcio.

É importante notar que somente a parte inocente tem a permissão de se casar uma outra vez.

Mesmo quando o adultério ocorreu, um casal pode, pela graça de Deus, aprender a perdoar e começar a reconstruir o casamento. Deus nos perdoou de tão mais.

Muitos também se apressam a entrar em um novo casamento depois de um divórcio, quando Deus pode estar querendo que continuem solteiros.

Deus às vezes chama alguém para ser solteiro a fim de que sua atenção não seja dividida (I Coríntios 7:32-35). Um novo casamento após um divórcio pode ser uma opção em alguns casos, mas não significa que seja a única opção.

No entanto, Deus reconhece que o divórcio poderá ocorrer, mesmo entre Seus filhos. Um crente divorciado e/ou recasado não deve se sentir menos amado por Deus, mesmo se o divórcio e/ou novo casamento não for coberto pela possível cláusula de exceção de Mateus 19:9.

Veja: “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça”. 1 João 1:9

Praticamente todos os pecados podem ser perdoados, a não ser um que é a – blasfêmia contra o Espírito Santo.

Entendemos como blasfêmia: Dizer coisas abusivas, difamação, calúnia, afronta, agravo, ataque, desacato, insulto, ofensa, ultraje – contra o Espírito Santo.

Jesus disse: “Por isso eu lhes digo: todo pecado e toda blasfêmia serão perdoados, mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada”. (Mateus 12:31).

Sempre é bom lembrar que no ato do casamento os noivos prometem:

“Eu, recebo-te por meu (minha) esposo (a) e prometo ser-te fiel, amar-te e respeitar-te, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, todos os dias da nossa vida, até que a morte nos separe”.

Pb. João Placoná

 


quinta-feira, 10 de junho de 2021

Jesus, é o único caminho, a única porta e o único meio de Salvação

 










"Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai senão por Mim" (João 14:6).

Para serem salvas, as pessoas se esforçam, procuram ser pessoas boas, honestas, íntegras, mas ... nada disso poderá levá-las para o céu, pois a Palavra de Deus nos diz claramente que somente JESUS é ... O ÚNICO CAMINHO, A ÚNICA PORTA e o ÚNICO MEIO de nos dar a vida eterna.

 JESUS O ÚNICO CAMINHO

 É o próprio Jesus quem afirma em João 14:6 que ninguém vem ao Pai senão por Ele. Mas, mesmo Ele fazendo esta afirmação, muitos ainda procuram outras pessoas (como Maria, a mãe de Jesus) ou meios (como boas obras, boa conduta, o cumprimento da lei) para se salvarem do inferno eterno e literal.

Porém, o Senhor nos diz que ... "Há um caminho que parece direito ao homem, mas o seu fim são os caminhos da morte" (Provérbios 16:25).

Todos os meios que o homem procura para se salvar, para ir para o céu após a sua morte física, levam-no à destruição.

É o "inimigo de nossas almas" que tenta desviar a nossa atenção do único e verdadeiro caminho que pode nos levar para o céu ... Jesus Cristo.

 Meus amigos(as), a religião que eu e você seguimos, as boas obras que, de coração, fazemos, os mandamentos que nos esforçamos para cumprir não nos dá a vida eterna junto ao Senhor.  Jesus é o único caminho que pode nos conduzir ao céu.

 JESUS A ÚNICA PORTA

 Em João 10:9, Jesus diz ... "Eu sou a porta; se alguém entrar por Mim salvar-se-á ..."

Se você é daquelas pessoas que dizem ... "Eu sei que Jesus é a porta para o céu, mas “eu acho” que vou deixar para depois! Afinal de contas, eu já vou à igreja todos os domingos e rezo a Deus, todas as noites!" cuidado, pois ninguém sabe se estará vivo daqui a cinco minutos e, depois de sua morte não haverá mais chance de arrependimento.

Veja a história do rico e de Lázaro (Lucas 16:19-31). O rico, já no inferno, pediu a Abraão que tivesse misericórdia dele dizendo: "... manda a Lázaro, que molhe na água a ponta do seu dedo e me refresque a língua, porque estou atormentado nesta chama" (Lucas 16:24).

Se houvesse uma possibilidade do rico se arrepender e sair destas chamas, como ele mesmo diz, certamente que ele pediria a Deus e Deus o atenderia, mas ... não há esta possibilidade, pois o dia para você se salvar é HOJE como a própria Bíblia diz em 2Co 6:2 " Ouvi-te em tempo aceitável E socorri-te no dia da salvação; eis aqui agora o tempo aceitável, eis aqui agora o dia da salvação"

 Jesus é a porta que nunca se fecha. Ela está sempre aberta para todos os que querem entrar por ela como também para os que não querem.

*Se você faz parte do grupo que quer entrar por esta porta e quer aceitar Jesus como seu Salvador pessoal, você já começa a fazer parte da família de Deus. Você é, agora, uma filha de Deus e tem a sua salvação segura nas mãos dEle. No evangelho de João 1:12 o Senhor nos diz ... "Mas, a todos quantos O receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que creem no Seu nome."

 No entanto, se você faz parte do grupo que não quer entrar por esta porta, então você é apenas uma criatura de Deus e ainda não está salva. No evangelho de João 3:18 o Senhor também nos diz ... "Quem crê nEle não é condenado; mas quem não crê já está condenado porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus."

Meus amigos(as), cuidado, pois esta porta, um dia, vai se fechar e pode ser até hoje mesmo. E, quando ela se fechar, vai ser muito tarde para você se arrepender.

 A Bíblia nos diz, claramente, que existe um céu literal e um inferno literal.

> Céu literal ... "E ouvi uma grande voz do céu, que dizia: Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o seu povo, e o mesmo Deus estará com eles, e será o seu Deus. E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas" (Apocalipse 21:3-4).

 > Inferno literal ... "Os ímpios serão lançados no inferno, e todas as nações que se esquecem de Deus" (Salmos 9:17).

 Meus amigos(as), antes de vocês decidirem se vão ou não entrar por esta porta, abra a porta dos seus corações e deixe Jesus entrar. Ele, neste momento está junto de vocês esperando apenas que vocês O convide. Veja o que Ele está lhe dizendo ... "Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo" (Apocalipse 3:20).

Abra a porta dos seus corações e deixe Jesus entrar e, depois, entrem pela única porta que a levará para o céu e lhe dará a vida eterna ... JESUS CRISTO. JESUS O ÚNICO MEIO.

Sim, Jesus é o único meio de podermos chegar ao céu. Nada nem ninguém, a não ser Ele, tem os requisitos exigidos por Deus Pai para perdoar os pecados da humanidade.

Nem eu nem vocês podemos fazer nada pela nossa salvação, pois somos imperfeitos, pecadores ...

No Velho Testamento, para o povo judeu ser perdoado de seus pecados tinha que imolar um cordeirinho sem nenhum defeito. O sangue tinha que ser derramado para que os pecados fossem perdoados.

"E se a sua oferta for de gado miúdo, de ovelhas ou de cabras, para holocausto, oferecerá macho sem defeito" (Levítico 1:10).

 Tudo isto era apenas um símbolo do verdadeiro Cordeiro de Deus, sem defeito, puro, sem nenhum pecado que veio ao mundo, foi morto e derramou o Seu sangue para que todo aquele que O aceitasse e aceitasse este sacrifício na cruz, fosse salvo. Veja o que João Batista diz sobre Jesus ... " Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo" (João 1:29).

Vejam meus amigos(as), eu nem vocês nada podemos fazer para preencher estes requisitos exigidos por Deus. Eu e vocês já nascemos com o pecado que herdamos de Adão. Não somos perfeitos e, apesar de sermos uma nova criatura ("Assim que, e alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo" [2 Coríntios 5:17]) trazemos ainda conosco aquela natureza velha e pecadora. Nossas boas obras são como trapo de imundícia. Nosso esforço para se um bom marido ou esposa, bom pai ou mãe, bom filho ou filha, bom amigo ou amiga não servem de nada para a nossa salvação.

Então, reconhecendo o quanto o nosso esforço de nada vale para sermos salvos, temos que nos humilhar e reconhecermos que somente Jesus pode nos dar a vida eterna no céu, junto a Ele.

 Só Jesus è o caminho, a porta e o meio de salvação para todo aquele que nEle crê.

Agradecemos a Deus por ter enviado o Espírito Santo para nos convencer de abandonar o caminho largo do mundo e nos conduzir pelo caminho estreito onde, lá adiante, havia uma porta (Jesus Cristo) através da qual entramos e recebemos a salvação eterna. E..., esta salvação nunca dependeu de nós para poder preservá-la. Mas, como diz João 10:28-29, ela está segura nas mãos do nosso Senhor e Salvador ... "E dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da Minha mão. Meu Pai, que mas deu, é maior do que todos; e ninguém pode arrebatá-las das mãos de Meu Pai."

Meus amigos(as), aceitem este único caminho, esta única porta e este único meio que é Jesus Cristo e comecem, agora mesmo, a fazer parte da família de Deus.

 Já nos tornamos filhos de Deus e sabemos onde vamos passar a eternidade! E você?

 Valdenira Nunes de Menezes Silva

Pb. João Placoná


domingo, 23 de maio de 2021

É pecado xingar e/ou falar palavrão?

 








É definitivamente um pecado falar palavrão (amaldiçoar, xingar, etc.). A Bíblia deixa isso bem claro. Efésios 4:29 nos diz: "Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, e sim unicamente a que for boa para edificação, conforme a necessidade, e, assim, transmita graça aos que ouvem." 1 Pedro 3:10 declara: "Pois quem quer amar a vida e ver dias felizes refreie a língua do mal e evite que os seus lábios falem dolosamente." Tiago 3:9-12 resume a questão: "Com ela, bendizemos ao Senhor e Pai; também, com ela, amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus. De uma só boca procede bênção e maldição.

Meus irmãos, não é conveniente que estas coisas sejam assim. Acaso, pode a fonte jorrar do mesmo lugar o que é doce e o que é amargoso? Acaso, meus irmãos, pode a figueira produzir azeitonas ou a videira, figos? Tampouco fonte de água salgada pode dar água doce."

Tiago deixa claro que a vida dos cristãos - os "irmãos" - não deve ser caracterizada pelo discurso maligno. Ao fazer a analogia tanto da água salgada quanto da água doce jorrando da mesma nascente (o que não é característico das nascentes), ele argumenta que não é característico que um crente tenha tanto louvor quanto xingamento vindo de sua boca. Não podemos louvar a Deus e ao mesmo tempo amaldiçoar nossos irmãos.

Jesus explicou que o que sai de nossas bocas é o que enche nossos corações. Mais cedo ou mais tarde, o mal no coração sai pela boca em palavrões e xingamentos. Entretanto, quando nossos corações estão cheios da bondade de Deus, o louvor a Ele e o amor pelos outros serão derramados.

Nosso discurso sempre indicará o que está em nossos corações. "O homem bom do bom tesouro do coração tira o bem, e o mau do mau tesouro tira o mal; porque a boca fala do que está cheio o coração" (Lucas 6:45).

Por que é pecado xingar/falar palavrão?

O pecado é uma condição do coração, da mente e do "homem interior" (Romanos 7:22), o qual se manifesta em nossos pensamentos, ações e palavras.

Quando falamos palavrões e xingamos, estamos dando evidência do pecado poluente em nossos corações que deve ser confessado e arrependido.

Quando colocamos nossa fé em Cristo, recebemos uma nova natureza de Deus (2 Coríntios 5:17), nossos corações se transformam e nossa fala reflete a nova natureza que Deus criou dentro de nós (Romanos 12:1–2).

Felizmente, quando falhamos, o nosso grande Deus é "fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça" (1 João 1:9).

Gotquestions.com/português

Pb. João Placoná


sexta-feira, 14 de maio de 2021

Você conhece?


 









Algum Pastor Evangélico que se preocupa principalmente em Conhecer a Palavra, em Pregar a verdadeira Palavra, em visitar os doentes, em visitar os hospitais, as prisões, os asilos e que procura também ganhar vidas para Jesus fora da Igreja, frequentemente!

Ou apenas aqueles que se intitulam “pastores” e que se preocupam mais com os dízimos arrecadados, muitas vezes pela coação psicológica (Malaquias 3:8), usam o título de pastor como emprego e não pela vocação ou chamado. Não fazem visita alguma, muitos nem conhecem o seu rebanho e pregam apenas o que o povo quer ouvir? Estes geralmente moram em mansões, possuem carro último tipo, frequentam bons restaurantes e se vestem com roupas de grife.

É claro que há exceções, e, na minha opinião, são poucas (as exceções).

Se você conhece algum, transmita-lhe o meu profundo respeito e admiração.

Pb. João Placoná


sábado, 8 de maio de 2021

Como posso receber a proteção de Deus?

 










Por causa do pecado do homem e da maldição subsequente que envenenou a perfeição da criação de Deus, o mundo é muitas vezes um lugar perigoso.

As pessoas sofrem todos os dias com desastres naturais, crime, saúde precária e muito mais. É natural procurar proteção contra a dor e a tristeza da vida.

Será que a Bíblia nos prometeu a proteção de Deus quando nos tornamos parte de Sua família eterna?

Há muitos versículos na Palavra de Deus que parecem prometer a proteção física de Deus. Por exemplo, o Salmo 121:3 diz: "Ele não permitirá que os teus pés vacilem; não dormitará aquele que te guarda." No versículo 7, o salmista declara: "O SENHOR te guardará de todo mal; guardará a tua alma." Quando Israel entrou na Terra Prometida, Deus prometeu-lhes que nunca mais os deixaria ou desampararia (Deuteronômio 31:6).

À primeira vista, parece que Deus promete proteger Seus filhos contra danos.

No entanto, se fosse esse o caso, por que tantos cristãos em todo o mundo lutam com perseguição, doença, perda, acidentes e danos?

Todos conhecemos cristãos cujos "pés" "vacilaram". Deus está quebrando a Sua promessa ou estamos sem conseguir enxergar alguma coisa?

Em primeiro lugar, devemos interpretar as promessas do Antigo Testamento de segurança física no contexto da Aliança Mosaica. Quando os filhos de Israel eram obedientes à aliança, Deus lhes prometeu várias bênçãos materiais e físicas - sobre suas colheitas, gado, filhos, etc. (Deuteronômio 28).

A Antiga Aliança muito se tratava de bênçãos terrestres, e a proteção física estava entre elas. Esta foi a base para a oração de Ezequias quando foi afligindo com uma doença fatal (2 Reis 20:1-6). Em todo o Antigo Testamento, vemos Deus protegendo o Seu povo a fim de realizar os Seus planos (por exemplo, Êxodo 1:22-2:10; 1 Reis 17:1-6; Jonas 1).

É importante entender que estamos sob a Nova Aliança, não a Antiga. Deus não promete proteger os crentes em Cristo de todos os danos físicos.

Certamente há momentos em que Ele nos protege de forma misericordiosa de situações que nos causariam ferimentos ou perdas.

A sobrevivência de Paulo e Lucas do naufrágio em Atos 27 e a impermeabilidade de Paulo à mordida da cobra em Atos 28 são exemplos disso.

Hoje, no entanto, as promessas de Deus aos crentes geralmente se referem à proteção espiritual.

Quando acreditamos em Jesus Cristo para a salvação, o Espírito Santo imediatamente entra em nossa vida. Somos selados para a eternidade e trazidos sob a proteção espiritual de Deus a partir desse momento.

Isso significa que, independentemente dos nossos futuros pecados ou dos esquemas de Satanás, nunca perderemos a salvação que Deus concedeu (2 Timóteo 1:12).

Não há nada que possa nos separar do amor de Deus (Romanos 8:38-39). Além disso, somos libertos do domínio do pecado: não somos mais escravos de pensamentos, desejos e ações pecaminosas, mas nascemos em uma nova vida de santidade (Romanos 6:22).

Ao longo de nossas vidas, Deus "guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus" (Filipenses 4:7), fornecendo a força, a paz e a perseverança de que precisamos para aguentar qualquer teste ou julgamento.

Seu Espírito cresce em nós fruto que fortalecerá nossa caminhada cristã (Gálatas 5:22-23), e Ele nos fornece ferramentas poderosas com as quais podemos afastar os ataques espirituais do inimigo (Efésios 6:10-18).

Não há nada de errado em pedir uma proteção física de Deus, desde que percebamos que Ele nem sempre escolhe concedê-la.

O Senhor sabe que somos fortalecidos pelas provações que chegam ao nosso caminho, e em cada provação física, temos a garantia de Sua proteção espiritual.

Então, em vez de buscar uma proteção física completa de Deus, podemos concordar com Tiago quando diz: "Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança" (Tiago 1:2-3).

GotQuestions.org/Português

Pb. João Placoná

 

 


quarta-feira, 7 de abril de 2021

Como Orar: 6 Etapas para a Oração

 










“Oração”. Quando você vê essa palavra, quais pensamentos ou imagens vêm à sua mente? Você tem facilidade de falar com Deus? Ou tem dificuldades para orar?

Nem sempre é fácil saber o que dizer a Deus e, às vezes, a oração fica sobrecarregada pelas nossas concepções erradas sobre como uma conversa com Deus deve ser. 2.000 anos atrás, Jesus ensinou Seus discípulos a orarem assim:

“Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu reino; faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso de cada dia dá-nos hoje; e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores; e não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal”. MATEUS 6:9-13

Este é um exemplo famoso de como orar. Mas como podemos aplicá-lo em nossa vida cotidiana no século 21?

Primeiro, precisamos entender como não orar. Antes de ensinar o Pai Nosso, Jesus disse a Seus discípulos: “quando orarem, cada um vá para seu quarto, feche a porta e ore a seu Pai, em segredo…” e, “não repitam frases vazias sem parar…pois seu Pai sabe exatamente do que vocês precisam antes mesmo de pedirem.”

Se Deus já sabe o que precisamos, então a oração não é simplesmente sobre as palavras que dizemos. Se estamos orando para impressionar as pessoas ou se estamos tratando a oração como um item numa lista de tarefas, estamos perdendo o poder da oração.

A oração é, e sempre será, uma conversa dinâmica com Deus. Quando nos damos conta disso, o Pai Nosso se torna um modelo libertador que nos ajuda a falar com Deus todos os dias.

Aqui está um guia de 6 etapas para a oração que pode ajudar:

1 - Foque novamente em Deus.

“Pai nosso, que estás no céu, santo é o Teu Nome …”

Inspire fundo e concentre-se nestas palavras: “Pai nosso, que estás no céu”.

Expire lentamente enquanto diz: “Santo é o Teu nome.”

Repita isso várias vezes e preste atenção em todos os aspectos do caráter de Deus que vêm à sua mente. Passe este tempo concentrando-se em quão grande Deus é.

2 - Realinhe sua vontade.

“Venha o teu Reino …”

Desde o início, Deus tem se mantido no processo de realizar Sua vontade na terra. Então, nesse momento, reflita sobre isso: quando você alinha sua vontade com a de Deus, está buscando ativamente o Reino Dele.

Silencie qualquer barulho ao seu redor e peça a Deus que lhe mostre como você pode participar do cumprimento de Sua vontade hoje.

3 - Libere suas preocupações.

“Dá-nos hoje o alimento de que precisamos …”

Imagine-se estendendo as suas mãos, como se desejasse que Deus colocasse algo nelas. Ao dar a Deus as suas preocupações, o que Ele lhe dá em troca?

Liste suas preocupações e diga-as uma de cada vez. Cada vez que você expressar uma preocupação, tente pedir a Deus: “O pão nosso de cada dia dá-nos hoje”.

Permaneça neste exercício pelo tempo que precisar.

4 - Arrependa-se e responda.

“E perdoa-nos … assim como nós temos perdoado …”

O que você está segurando que deveria ser entregue a Deus? Há algo que você precise confessar agora mesmo? Talvez seja uma dor que não consegue abandonar, um comportamento que está lutando para mudar, um vício que não superou ou um erro que você continua cometendo.

Deus te convida a vir como você está e a responder a Ele. Diga a Ele o que estiver em sua mente e abra espaço para ouvi-Lo.

5 - Peça a proteção de Deus.

“… livra-nos do mal …”

Todos nós fomos resgatados de algo. Do que Deus te resgatou?

Agradeça por Sua fidelidade e diga ao Senhor onde você precisa de ajuda. Considere orar por outras pessoas que também precisam de proteção. Lembre-se que mesmo quando as situações parecerem não ter esperança, não há nada que Deus não possa fazer.

6 - Alegre-se e reflita.

Celebre o que Deus tem feito em sua vida e procure maneiras de adorá-Lo durante o seu dia.

Então, passe alguns minutos refletindo nesse tempo com Deus. O que Ele te mostrou?

Quando começarmos a orar como Jesus orou, experimentaremos intimidade com Deus, assim como Jesus. E quando deixarmos a oração moldar a forma que vivemos, começaremos a perceber que podemos nos aproximar de Deus a qualquer momento com fé, vulnerabilidade e confiança.

youversion.com

Pb. João Placoná


domingo, 21 de fevereiro de 2021

Nosso tempo aqui na terra

 A verdade é que nós, seres humanos, nos preocupamos em demasia com o viver nesta terra em que estamos de passagem, por sinal, por pouco tempo comparado com a vida eterna. Veja o Vídeo:



domingo, 14 de fevereiro de 2021

A vida no céu, como será?

 







A Pergunta de muitos é: Haverá uma nova vida? Como será?

É claro que teremos (nós cristãos) uma próxima vida. Teremos a vida Eterna com Jesus – leia o texto – VERSÍCULOS DE VIDA ETERNA

Haverá alegria, nada de doença, mortes, assassinatos, etc. - veja o vídeo – NOSSA VIDA NO CÉU.

É claro que ninguém na terra sabe exatamente como será, apenas o Pastor está interpretando o que a Bíblia diz. Não quero aqui ficar falando de religião, mesmo porque não defendo esta ou aquela. Eu defendo são os conceitos que estão na Bíblia Sagrada.


sábado, 30 de janeiro de 2021

Sou Espiritualista com muito orgulho!

Sei que muitos amigos espiritualistas (espíritas) não vão gostar do texto, mas, nossas observações estão estribadas na Bíblia Sagrada e, se você acredita nela, não pode rejeitá-la.

Outro ponto: Sendo espírita você não é cristão, talvez, por ignorância você até pense que é cristão, mas, não o é. O verdadeiro cristão crê em Jesus e segue os seus mandamentos.

Alguns vão até me repreender, dirão: “Cada um com a sua religião!” “Você não tem nada com isso!” “Sigo o que eu quiser!”.

Pois bem, de tudo isso eu sei, mas, como já estive nesse lado por 5 longos anos e hoje, graças Deus vejo o engano que cometi, estou aqui para alertar a todos que ainda por fé ou por medo, continuam seguindo essa Seita.

No entanto, todo ser humano, independente de sua prática religiosa ou qualquer outro aspecto que o distinga, deve ser tratado dom o maior respeito e amor, pois isso é premissa universal da fé cristã.

Espiritualismo é um nome moderno para o que a Bíblia chama feitiçaria ou espiritismo.

Um espiritista é um místico que se torna num canal, ou num agente receptor, para receber comunicações que vêm do mundo dos espíritos.

Que Diz Deus sobre o espiritismo? A Bíblia diz em Levítico 19:31 “Não vos voltareis para os que consultam os mortos nem para os feiticeiros; não os busqueis para não ficardes contaminados por eles. Eu sou o Senhor vosso Deus.”

O Espiritismo já era comum entre os pagãos nos tempos remotos. Deus preveniu os Filhos de Israel para não se envolverem com o espiritismo justo antes de entrarem na Terra Prometida de Canaã.

A Bíblia diz em Deuteronômio 18:9-12 “Quando entrares na terra que o Senhor teu Deus te dá, não aprenderás a fazer conforme as abominações daqueles povos. Não se achará no meio de ti quem faça passar pelo fogo o seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro, nem encantador, nem quem consulte um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos; pois todo aquele que faz estas coisas é abominável ao Senhor, e é por causa destas abominações que o Senhor teu Deus os lança fora de diante de ti.”

As pessoas buscam conselhos dos médiuns psíquicos. Qual é a fonte verdadeira das mensagens transmitidas por estes espiritistas?

Um episódio na vida do Apóstolo Paulo esclarece o assunto da identidade dos espiritistas. A Bíblia diz em Atos 16:16-18 “Ora, aconteceu que quando íamos ao lugar de oração, nos veio ao encontro uma jovem que tinha um espírito adivinhador, e que, adivinhando, dava grande lucro a seus senhores. Ela, seguindo a Paulo e a nós, clamava, dizendo: São servos do Deus Altíssimo estes homens que vos anunciam um caminho de salvação. E fazia isto por muitos dias. Mas Paulo, perturbado, voltou- se e disse ao espírito: Eu te ordeno em nome de Jesus Cristo que saias dela. E na mesma hora saiu.”

Espíritos maus, anjos que antes viviam com Deus no céu, rebelaram-se com Satanás e foram lançados ao planeta Terra.

A Bíblia diz em Apocalipse 12:7-9 “Então houve guerra no céu: Miguel e os seus anjos batalhavam contra o dragão. E o dragão e os seus anjos batalhavam, mas não prevaleceram, nem mais o seu lugar se achou no céu. E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, que se chama o Diabo e Satanás, que engana todo o mundo; foi precipitado na terra, e os seus anjos foram precipitados com ele.”

Como os espíritos do Espiritualismo são satânicos, esta atividade é odiosa nos olhos de Deus.

De fato, durante os tempos dos Israelitas, qualquer pessoa envolvida em espiritismo era punida com a morte.

A Bíblia diz em Levítico 20:27 “O homem ou mulher que consultar os mortos ou for feiticeiro, certamente será morto. Serão apedrejados, e o seu sangue será sobre eles.” Isaías 8:19 “Quando vos disserem: Consultai os que têm espíritos familiares e os feiticeiros, que chilreiam e murmuram, respondei: Acaso não consultará um povo a seu Deus? Acaso a favor dos vivos consultará os mortos?” 

Obviamente, não vamos apedrejar nenhum espírita em nossos dias, mas o alertamos expressamente a que se arrependam e se voltem para Cristo como Senhor e Salvador de suas vidas.

Pr. Reinaldo Ribeiro

João Placoná