sexta-feira, 14 de maio de 2021

Você conhece?


 









Algum Pastor Evangélico que se preocupa principalmente em Conhecer a Palavra, em Pregar a verdadeira Palavra, em visitar os doentes, em visitar os hospitais, as prisões, os asilos e que procura também ganhar vidas para Jesus fora da Igreja, frequentemente!

Ou apenas aqueles que se intitulam “pastores” e que se preocupam mais com os dízimos arrecadados, muitas vezes pela coação psicológica (Malaquias 3:8), usam o título de pastor como emprego e não pela vocação ou chamado. Não fazem visita alguma, muitos nem conhecem o seu rebanho e pregam apenas o que o povo quer ouvir? Estes geralmente moram em mansões, possuem carro último tipo, frequentam bons restaurantes e se vestem com roupas de grife.

É claro que há exceções, e, na minha opinião, são poucas (as exceções).

Se você conhece algum, transmita-lhe o meu profundo respeito e admiração.

Pb. João Placoná


sábado, 8 de maio de 2021

Como posso receber a proteção de Deus?

 










Por causa do pecado do homem e da maldição subsequente que envenenou a perfeição da criação de Deus, o mundo é muitas vezes um lugar perigoso.

As pessoas sofrem todos os dias com desastres naturais, crime, saúde precária e muito mais. É natural procurar proteção contra a dor e a tristeza da vida.

Será que a Bíblia nos prometeu a proteção de Deus quando nos tornamos parte de Sua família eterna?

Há muitos versículos na Palavra de Deus que parecem prometer a proteção física de Deus. Por exemplo, o Salmo 121:3 diz: "Ele não permitirá que os teus pés vacilem; não dormitará aquele que te guarda." No versículo 7, o salmista declara: "O SENHOR te guardará de todo mal; guardará a tua alma." Quando Israel entrou na Terra Prometida, Deus prometeu-lhes que nunca mais os deixaria ou desampararia (Deuteronômio 31:6).

À primeira vista, parece que Deus promete proteger Seus filhos contra danos.

No entanto, se fosse esse o caso, por que tantos cristãos em todo o mundo lutam com perseguição, doença, perda, acidentes e danos?

Todos conhecemos cristãos cujos "pés" "vacilaram". Deus está quebrando a Sua promessa ou estamos sem conseguir enxergar alguma coisa?

Em primeiro lugar, devemos interpretar as promessas do Antigo Testamento de segurança física no contexto da Aliança Mosaica. Quando os filhos de Israel eram obedientes à aliança, Deus lhes prometeu várias bênçãos materiais e físicas - sobre suas colheitas, gado, filhos, etc. (Deuteronômio 28).

A Antiga Aliança muito se tratava de bênçãos terrestres, e a proteção física estava entre elas. Esta foi a base para a oração de Ezequias quando foi afligindo com uma doença fatal (2 Reis 20:1-6). Em todo o Antigo Testamento, vemos Deus protegendo o Seu povo a fim de realizar os Seus planos (por exemplo, Êxodo 1:22-2:10; 1 Reis 17:1-6; Jonas 1).

É importante entender que estamos sob a Nova Aliança, não a Antiga. Deus não promete proteger os crentes em Cristo de todos os danos físicos.

Certamente há momentos em que Ele nos protege de forma misericordiosa de situações que nos causariam ferimentos ou perdas.

A sobrevivência de Paulo e Lucas do naufrágio em Atos 27 e a impermeabilidade de Paulo à mordida da cobra em Atos 28 são exemplos disso.

Hoje, no entanto, as promessas de Deus aos crentes geralmente se referem à proteção espiritual.

Quando acreditamos em Jesus Cristo para a salvação, o Espírito Santo imediatamente entra em nossa vida. Somos selados para a eternidade e trazidos sob a proteção espiritual de Deus a partir desse momento.

Isso significa que, independentemente dos nossos futuros pecados ou dos esquemas de Satanás, nunca perderemos a salvação que Deus concedeu (2 Timóteo 1:12).

Não há nada que possa nos separar do amor de Deus (Romanos 8:38-39). Além disso, somos libertos do domínio do pecado: não somos mais escravos de pensamentos, desejos e ações pecaminosas, mas nascemos em uma nova vida de santidade (Romanos 6:22).

Ao longo de nossas vidas, Deus "guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus" (Filipenses 4:7), fornecendo a força, a paz e a perseverança de que precisamos para aguentar qualquer teste ou julgamento.

Seu Espírito cresce em nós fruto que fortalecerá nossa caminhada cristã (Gálatas 5:22-23), e Ele nos fornece ferramentas poderosas com as quais podemos afastar os ataques espirituais do inimigo (Efésios 6:10-18).

Não há nada de errado em pedir uma proteção física de Deus, desde que percebamos que Ele nem sempre escolhe concedê-la.

O Senhor sabe que somos fortalecidos pelas provações que chegam ao nosso caminho, e em cada provação física, temos a garantia de Sua proteção espiritual.

Então, em vez de buscar uma proteção física completa de Deus, podemos concordar com Tiago quando diz: "Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança" (Tiago 1:2-3).

GotQuestions.org/Português

Pb. João Placoná

 

 


quarta-feira, 7 de abril de 2021

Como Orar: 6 Etapas para a Oração

 










“Oração”. Quando você vê essa palavra, quais pensamentos ou imagens vêm à sua mente? Você tem facilidade de falar com Deus? Ou tem dificuldades para orar?

Nem sempre é fácil saber o que dizer a Deus e, às vezes, a oração fica sobrecarregada pelas nossas concepções erradas sobre como uma conversa com Deus deve ser. 2.000 anos atrás, Jesus ensinou Seus discípulos a orarem assim:

“Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu reino; faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso de cada dia dá-nos hoje; e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores; e não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal”. MATEUS 6:9-13

Este é um exemplo famoso de como orar. Mas como podemos aplicá-lo em nossa vida cotidiana no século 21?

Primeiro, precisamos entender como não orar. Antes de ensinar o Pai Nosso, Jesus disse a Seus discípulos: “quando orarem, cada um vá para seu quarto, feche a porta e ore a seu Pai, em segredo…” e, “não repitam frases vazias sem parar…pois seu Pai sabe exatamente do que vocês precisam antes mesmo de pedirem.”

Se Deus já sabe o que precisamos, então a oração não é simplesmente sobre as palavras que dizemos. Se estamos orando para impressionar as pessoas ou se estamos tratando a oração como um item numa lista de tarefas, estamos perdendo o poder da oração.

A oração é, e sempre será, uma conversa dinâmica com Deus. Quando nos damos conta disso, o Pai Nosso se torna um modelo libertador que nos ajuda a falar com Deus todos os dias.

Aqui está um guia de 6 etapas para a oração que pode ajudar:

1 - Foque novamente em Deus.

“Pai nosso, que estás no céu, santo é o Teu Nome …”

Inspire fundo e concentre-se nestas palavras: “Pai nosso, que estás no céu”.

Expire lentamente enquanto diz: “Santo é o Teu nome.”

Repita isso várias vezes e preste atenção em todos os aspectos do caráter de Deus que vêm à sua mente. Passe este tempo concentrando-se em quão grande Deus é.

2 - Realinhe sua vontade.

“Venha o teu Reino …”

Desde o início, Deus tem se mantido no processo de realizar Sua vontade na terra. Então, nesse momento, reflita sobre isso: quando você alinha sua vontade com a de Deus, está buscando ativamente o Reino Dele.

Silencie qualquer barulho ao seu redor e peça a Deus que lhe mostre como você pode participar do cumprimento de Sua vontade hoje.

3 - Libere suas preocupações.

“Dá-nos hoje o alimento de que precisamos …”

Imagine-se estendendo as suas mãos, como se desejasse que Deus colocasse algo nelas. Ao dar a Deus as suas preocupações, o que Ele lhe dá em troca?

Liste suas preocupações e diga-as uma de cada vez. Cada vez que você expressar uma preocupação, tente pedir a Deus: “O pão nosso de cada dia dá-nos hoje”.

Permaneça neste exercício pelo tempo que precisar.

4 - Arrependa-se e responda.

“E perdoa-nos … assim como nós temos perdoado …”

O que você está segurando que deveria ser entregue a Deus? Há algo que você precise confessar agora mesmo? Talvez seja uma dor que não consegue abandonar, um comportamento que está lutando para mudar, um vício que não superou ou um erro que você continua cometendo.

Deus te convida a vir como você está e a responder a Ele. Diga a Ele o que estiver em sua mente e abra espaço para ouvi-Lo.

5 - Peça a proteção de Deus.

“… livra-nos do mal …”

Todos nós fomos resgatados de algo. Do que Deus te resgatou?

Agradeça por Sua fidelidade e diga ao Senhor onde você precisa de ajuda. Considere orar por outras pessoas que também precisam de proteção. Lembre-se que mesmo quando as situações parecerem não ter esperança, não há nada que Deus não possa fazer.

6 - Alegre-se e reflita.

Celebre o que Deus tem feito em sua vida e procure maneiras de adorá-Lo durante o seu dia.

Então, passe alguns minutos refletindo nesse tempo com Deus. O que Ele te mostrou?

Quando começarmos a orar como Jesus orou, experimentaremos intimidade com Deus, assim como Jesus. E quando deixarmos a oração moldar a forma que vivemos, começaremos a perceber que podemos nos aproximar de Deus a qualquer momento com fé, vulnerabilidade e confiança.

youversion.com

Pb. João Placoná


domingo, 21 de fevereiro de 2021

Nosso tempo aqui na terra

 A verdade é que nós, seres humanos, nos preocupamos em demasia com o viver nesta terra em que estamos de passagem, por sinal, por pouco tempo comparado com a vida eterna. Veja o Vídeo:



domingo, 14 de fevereiro de 2021

A vida no céu, como será?

 







A Pergunta de muitos é: Haverá uma nova vida? Como será?

É claro que teremos (nós cristãos) uma próxima vida. Teremos a vida Eterna com Jesus – leia o texto – VERSÍCULOS DE VIDA ETERNA

Haverá alegria, nada de doença, mortes, assassinatos, etc. - veja o vídeo – NOSSA VIDA NO CÉU.

É claro que ninguém na terra sabe exatamente como será, apenas o Pastor está interpretando o que a Bíblia diz. Não quero aqui ficar falando de religião, mesmo porque não defendo esta ou aquela. Eu defendo são os conceitos que estão na Bíblia Sagrada.


sábado, 30 de janeiro de 2021

Sou Espiritualista com muito orgulho!

Sei que muitos amigos espiritualistas (espíritas) não vão gostar do texto, mas, nossas observações estão estribadas na Bíblia Sagrada e, se você acredita nela, não pode rejeitá-la.

Outro ponto: Sendo espírita você não é cristão, talvez, por ignorância você até pense que é cristão, mas, não o é. O verdadeiro cristão crê em Jesus e segue os seus mandamentos.

Alguns vão até me repreender, dirão: “Cada um com a sua religião!” “Você não tem nada com isso!” “Sigo o que eu quiser!”.

Pois bem, de tudo isso eu sei, mas, como já estive nesse lado por 5 longos anos e hoje, graças Deus vejo o engano que cometi, estou aqui para alertar a todos que ainda por fé ou por medo, continuam seguindo essa Seita.

No entanto, todo ser humano, independente de sua prática religiosa ou qualquer outro aspecto que o distinga, deve ser tratado dom o maior respeito e amor, pois isso é premissa universal da fé cristã.

Espiritualismo é um nome moderno para o que a Bíblia chama feitiçaria ou espiritismo.

Um espiritista é um místico que se torna num canal, ou num agente receptor, para receber comunicações que vêm do mundo dos espíritos.

Que Diz Deus sobre o espiritismo? A Bíblia diz em Levítico 19:31 “Não vos voltareis para os que consultam os mortos nem para os feiticeiros; não os busqueis para não ficardes contaminados por eles. Eu sou o Senhor vosso Deus.”

O Espiritismo já era comum entre os pagãos nos tempos remotos. Deus preveniu os Filhos de Israel para não se envolverem com o espiritismo justo antes de entrarem na Terra Prometida de Canaã.

A Bíblia diz em Deuteronômio 18:9-12 “Quando entrares na terra que o Senhor teu Deus te dá, não aprenderás a fazer conforme as abominações daqueles povos. Não se achará no meio de ti quem faça passar pelo fogo o seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro, nem encantador, nem quem consulte um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos; pois todo aquele que faz estas coisas é abominável ao Senhor, e é por causa destas abominações que o Senhor teu Deus os lança fora de diante de ti.”

As pessoas buscam conselhos dos médiuns psíquicos. Qual é a fonte verdadeira das mensagens transmitidas por estes espiritistas?

Um episódio na vida do Apóstolo Paulo esclarece o assunto da identidade dos espiritistas. A Bíblia diz em Atos 16:16-18 “Ora, aconteceu que quando íamos ao lugar de oração, nos veio ao encontro uma jovem que tinha um espírito adivinhador, e que, adivinhando, dava grande lucro a seus senhores. Ela, seguindo a Paulo e a nós, clamava, dizendo: São servos do Deus Altíssimo estes homens que vos anunciam um caminho de salvação. E fazia isto por muitos dias. Mas Paulo, perturbado, voltou- se e disse ao espírito: Eu te ordeno em nome de Jesus Cristo que saias dela. E na mesma hora saiu.”

Espíritos maus, anjos que antes viviam com Deus no céu, rebelaram-se com Satanás e foram lançados ao planeta Terra.

A Bíblia diz em Apocalipse 12:7-9 “Então houve guerra no céu: Miguel e os seus anjos batalhavam contra o dragão. E o dragão e os seus anjos batalhavam, mas não prevaleceram, nem mais o seu lugar se achou no céu. E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, que se chama o Diabo e Satanás, que engana todo o mundo; foi precipitado na terra, e os seus anjos foram precipitados com ele.”

Como os espíritos do Espiritualismo são satânicos, esta atividade é odiosa nos olhos de Deus.

De fato, durante os tempos dos Israelitas, qualquer pessoa envolvida em espiritismo era punida com a morte.

A Bíblia diz em Levítico 20:27 “O homem ou mulher que consultar os mortos ou for feiticeiro, certamente será morto. Serão apedrejados, e o seu sangue será sobre eles.” Isaías 8:19 “Quando vos disserem: Consultai os que têm espíritos familiares e os feiticeiros, que chilreiam e murmuram, respondei: Acaso não consultará um povo a seu Deus? Acaso a favor dos vivos consultará os mortos?” 

Obviamente, não vamos apedrejar nenhum espírita em nossos dias, mas o alertamos expressamente a que se arrependam e se voltem para Cristo como Senhor e Salvador de suas vidas.

Pr. Reinaldo Ribeiro

João Placoná