sexta-feira, 15 de abril de 2022

O que é a Via Dolorosa?

 








A Via Dolorosa, literalmente "o caminho doloroso", é a rota tradicional em Jerusalém que o nosso Senhor percorreu no dia de Sua crucificação.

Esse percurso teve início no tribunal de Pilatos, também chamado de Pretório (Mateus 27:2-26), até o lugar de Sua crucificação no Monte Calvário.

Após seu julgamento por Pôncio Pilatos, o Senhor Jesus foi espancado, escarnecido e os soldados romanos cuspiram nEle (Mateus 27:26-31).

Em seguida, Jesus foi forçado a carregar a Sua própria cruz pelas ruas de Jerusalém até o Gólgota, onde foi crucificado (Mateus 27:32-50).

A Via Dolorosa se encontra atualmente marcada com catorze "estações da cruz", comemorando catorze incidentes que supostamente aconteceram ao longo do caminho.

Pelo menos cinco desses incidentes não estão registrados na Bíblia, mas surgem da tradição católica romana. Dos que são mencionados nas Escrituras, o verdadeiro lugar de certos eventos ao longo do caminho, tais como a flagelação (João 19:1-3) e o porte da cruz por Simão de Cirene (Mateus 27:32), não são conhecidos.

A Bíblia não menciona especificamente a Via Dolorosa. Tudo o que sabemos das Escrituras é que Jesus levou Sua cruz do Pretório para o Monte Calvário, onde foi crucificado.

Os seus locais exatos não são conhecidos com certeza, mas onde quer que tenham sido, a rota entre eles era realmente uma via dolorosa. A dor física e flagelante que o Senhor Jesus sofreu foi pequena em comparação com a dor causada pelo fardo real que carregava - o fardo dos pecados de todos os crentes.

Cristo carregou nossos pecados para a cruz onde pagou a penalidade por todos.

À medida que os cristãos contemplam a jornada de Cristo até a cruz, somos lembrados de quão precioso presente é a nossa salvação e do preço pago por ela pelo Senhor Jesus. "Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados" (Isaías 53:5).

Quando pensamos sobre a dor e a humilhação que o nosso Salvador sofreu por nós, pagando um preço que nunca poderíamos pagar por nós mesmos, não podemos deixar de louvar e agradecer a Ele, e nem de nos comprometer a uma vida de obediência.

Questions.org/Portugues

 


domingo, 10 de abril de 2022

O suicídio, o homicídio, tem perdão?

 










O suicídio, o homicídio, tem perdão?

Embora a Bíblia não fale claramente sobre o pecado do suicídio, ela diz que matar, não importando quem, é um dos mais graves crimes contra a humanidade, uma aberta violação contra o sexto mandamento de Deus, pois o homem foi feito para viver, não morrer.

O suicídio é um crime tão grave quanto o homicídio por assassinato, pois quando alguém, por vontade própria, tenta tirar a sua vida, está destruindo em si a imagem do Criador, o doador da vida.

O problema é que, muitas vezes, nós vamos além no nosso julgamento, e julgamos as motivações que levam uma pessoa a pecar, sem conhece-las.

Quando fazemos isso, entramos em um terreno arriscado, e nos colocamos no lugar de Deus, o único que conhece as motivações de cada coração.

Não estamos diminuindo a gravidade do pecado ao dizer isso. Mas, ao julgar se as motivações eram legítimas ou não para alguém cometer suicídio, corremos o risco de rotular, taxar essa pessoa como perdida para sempre nas mãos de Satanás.

Dizer que não há perdão para suicídio é uma falácia. Ao nos depararmos com algo tão triste, precisamos faze-lo com muito cuidado e respeito, e não emitir nenhum veredicto, porque a graça de Deus vai muito além de onde nossa mente limitada e pecadora consegue chegar.

A Bíblia fala de pessoas que tiraram a sua vida, como Saul, que se viu sem saída na batalha contra os filisteus. Saul tomou sua espada e se matou (1 Samuel 31:1-5).

Outro triste fato registrado na Bíblia é o de Judas que, vendo Jesus ser condenado sem reação contra seus opressores, se encheu de remorso. Considerando seu caso perdido, amarrou uma corda em seu pescoço e tirou sua vida.

O Que a Bíblia Diz Sobre Homicídio? Deus Perdoa?

A Bíblia diz que o homicídio é um pecado muito grave. O homicídio é a quebra do sexto mandamento, no qual Deus ordena: “Não matarás” (Êxodo 20:13). O termo hebraico traduzido como “matarás” significa literalmente “assassinarás”.

O assassinato é fruto da pecaminosidade e depravação humana. A morte foi determinada por Deus por causa do pecado do homem (Gênesis 2:17). Adão e Eva cederam ao tentador e transgrediram a Lei de Deus. Por isto também Satanás é identificado por Jesus como aquele que é assassino desde o princípio (João 8:44).

O primeiro homem a ser um assassino foi Caim. Movido por um tipo de ódio invejoso, ele assassinou seu próprio irmão, Abel. O apóstolo João enfatiza a associação de Caim com Satanás, dizendo que ele era do Maligno. O mesmo apóstolo usa esse episódio para explicar que qualquer pessoa que possui um espírito de ódio como o de Caim, é de fato um assassino (1 João 3:15).

A punição bíblica para o homicídio

Deus criou o homem à sua imagem e semelhança. Essa designação revela a dignidade da vida humana, pois neste aspecto, todos os homens são representantes da imagem de Deus. Quando alguém comete um homicídio, ele não apenas coloca um fim na vida humana, mas também comete um atentado contra a imagem do próprio Deus representada na vítima.

Além disso, o homicídio é uma afronta à autoridade divina. A Bíblia diz que somente Deus é quem pode dar a vida e tomá-la (1 Samuel 2:6). Depois de Caim, rapidamente a prática do homicídio passou a ser muito frequente na humanidade. Como uma forma de refrear essa prática abominável, Deus instituiu a pena de morte para os homicidas (Gênesis 9:6).

Com isto, Deus autorizou o governo humano a aplicar a pena de morte como justa punição aos assassinos (Números 35:33; João 19:10; Romanos 13:1-4). Portanto, do aspecto bíblico, esse severo castigo serve como instrumento da justiça e proteção à dignidade da vida.

Mas a Bíblia não vê todos os tipos de homicídios da mesma forma. Biblicamente também existe a distinção entre homicídio com dolo e sem dolo. Vejamos melhor a seguir.

Tipos de homicídios na Bíblia

As informações mais detalhadas sobre os diferentes tipos de assassinatos, podem ser vistas principalmente na Lei Mosaica. Em seu aspecto civil, essa lei servia para regulamentar a vida de Israel como nação, esclarecendo regras sociais e criminais.

Então nos tempos bíblicos, diante de um caso de homicídio, era necessário que se distinguisse se o assassinato havia sido intencional ou não intencional. Para tanto os magistrados levavam em consideração algumas coisas, como por exemplo, o relacionamento pré-existente entre os envolvidos e o instrumento do crime (cf. Números 35:16-20; Deuteronômio 19:11-13).

Comprovada a culpa num homicídio doloso, o criminoso era sentenciado a pena capital sem direito a qualquer recurso. Já quando provado que o homicídio havia sido não intencional, a pessoa não era condenada à morte, mas devia fugir para uma das cidades de refúgio onde ficava protegido de qualquer eventual vingança (cf. Êxodo 21:12-14; Levítico 24:17; Números 35:9-15; Deuteronômio 9:1-13).

Já durante uma guerra, matar um inimigo não era considerado um assassinato doloso. Todo o contexto bíblico do Antigo Testamento confirma o direito de uma nação se defender diante de uma ofensiva inimiga. Isto valia, inclusive, para grupos étnicos dentro de um território estrangeiro, assim como ocorreu com os judeus no tempo de Ester (Ester 9:1-10).

O mesmo também pode ser dito de uma morte em legítima defesa, que não constituía um assassinato (Êxodo 22:2). A Lei Mosaica também tratava de um caso de morte bastante específico, quando um animal feroz, por negligência de seu dono, acabava matando uma pessoa. Nesse caso o animal deveria ser sacrificado e o dono seria culpado de assassinato, ficando inclusive sujeito a pena de morte (Êxodo 21:29-32).

A culpa de um homicida não recaía sobre seus filhos, a menos que eles também participassem deliberadamente do crime (cf. Deuteronômio 24:16). Por fim, toda uma nação poderia se tornar culpada de assassinato, assim como ocorreu no caso da crucificação de Jesus (Atos 7:52; cf. Mateus 27:25).

Deus perdoa homicídio?

As Escrituras falam sobre o tamanho da gravidade do pecado de homicídio de uma forma muito clara. Os homicidas não têm lugar no reino de Deus, assim como os demais culpados de outros tipos de pecado (Apocalipse 21:8).

Mas, com relação à salvação eterna, qualquer pecado, mesmo que pareça ser o “menor” de todos eles, já é suficientemente capaz de privar o homem da comunhão com Deus e fazê-lo merecedor de sua ira. É por isto que a salvação é pela graça de Deus.

O pecador encontra o perdão de seus pecados na pessoa de Jesus Cristo, o Filho de Deus. Pelos méritos de Cristo, o homem injusto é justificado por Deus.

Mas algumas pessoas perguntam: Deus perdoa o homicídio?

Seria o assassinato um pecado grande demais para que receber o perdão de Deus?

Será que entre os pecados expiados por Cristo estavam, inclusive, casos de assassinato?

A Bíblia definitivamente diz que o único pecado que é imperdoável é a blasfêmia contra o Espírito Santo. Não porque esse tipo de pecado supera o perdão de Deus, mas porque se trata da apostasia, e o apostata rejeita deliberadamente justamente Aquele que é o único capaz de perdoar os pecados.

Portanto, Deus, através da obra de seu Filho, perdoa o terrível pecado de homicídio. Sim, entre aqueles a quem Cristo redimiu na cruz, certamente estão muitos assassinos.

Na Bíblia, Paulo de Tarso é um exemplo claro disso. Antes de ser regenerado pelo Espírito Santo, Paulo respirava ameaça de morte contra os seguidores de Cristo (Atos 9:1). Ele assolava e perseguia a Igreja de Deus (Gálatas 1:13). No entanto, pela graça soberana do Senhor, de perseguidor ele foi transformado em perseguido pela causa do Evangelho.

Porém, apesar de Deus perdoar o pecado de homicídio, isto não significa que a pessoa deva ficar livre das consequências e implicações de seu ato.

Sob este aspecto, no que diz respeito a consequência e punição, existem diferentes graus de pecado. A história de Davi revela essa verdade. Ele foi culpado pela morte de Urias. Após ter sido repreendido por Deus, o rei se arrependeu e foi perdoado. Porém, as consequências de seu pecado não foram retiradas (2 Samuel 12).

Daniel Conegero

Pb. João Placoná


segunda-feira, 4 de abril de 2022

VIDA CRISTÃ, sua natureza

 








O que é uma Vida Cristã e sua Natureza?

Ela é:

Uma vida de esperança

Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração; Romanos 12:12

Uma vida eterna

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3:16.

Uma vida de gozo

Mesmo não o tendo visto, vocês o amam; e apesar de não o verem agora, creem nele e exultam com alegria indizível e gloriosa.  1 Pedro 1:8

Uma vida de liberdade

E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres. João 8:32,36

Uma vida de paz

Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo. Romanos 5:1

Uma vida saciada, alimentada

E Jesus lhes disse: Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede.  João 6:35

Uma vida de quietude

Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. João 14:1

Está esperando o quê, para ter uma Vida Cristã?

Pb. João Placoná

 


sexta-feira, 25 de março de 2022

Motivos para ler a Bíblia


 






Muitas vezes nos questionamos: “Pra que ler a Bíblia”?

Entre outros motivos, lemos a Bíblia para:

1• experimentarmos alegria constante (Sl 119.111).

2• sondarmos nossos pensamentos e motivações (Hb 4.12).

3• nos guardarmos do pecado e do erro (Ef 6.11-17; 1 Pe 2.1-2).

4• conhecermos a Deus num relacionamento pessoal (1 Co 1.21; Gl 4.8-9; 1Tm 4.16).

5• conhecermos a verdade e pensarmos claramente acerca daquilo que Deus diz que é precioso (2Pe 1.21).

6• sermos edificados como comunidade com outros cristãos (At 20.32; Ef 4.14-16).

7• rejeitarmos conformidade a este mundo conforme renovamos nossa mente (Rm 12.1-2; 1Pe 2.1-2).

8• experimentarmos liberdade, graça, paz e esperança divinas (Jo 8.32; Rm 15.4; 2Pe 1.2).

9• vivermos bem para Deus, expressando nosso amor por Ele (Jo 14.23-24; Rm 12.2; 1Ts 4.1-8).

10• ministrarmos aos discípulos de Cristo e àqueles que ainda têm de responder ao evangelho, experimentando a aprovação de Deus pelo trabalho bem feito (Js 1.8; 2Tm 2.15; 3.16-17).

Ev. Jair Alves

Pb. João Placoná


quarta-feira, 2 de março de 2022

Morar no céu


O maior desejo de todo cristão é morar no céu! Então em rápidas palavras eu mostrarei como é fácil, fácil!

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2022

Caminho Estreito ou largo?

 













CAMINHO ESTREITO OU LARGO?

A Bíblia afirma que a maioria das pessoas vai acabar no inferno: "Entrai pela porta estreita (larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz para a perdição, e são muitos os que entram por ela), porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que conduz para a vida, e são poucos os que acertam com ela" (Mateus 7:13-14).

A pergunta que se deve fazer é: "em que estrada estou?"

Os "muitos" no caminho largo têm uma coisa em comum: todos rejeitaram Cristo como o único caminho para o céu. Jesus disse: "Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim" (João 14:6).

Quando Ele disse que é o único caminho, isso é exatamente o que quis dizer.

Todos seguindo qualquer outro "caminho" além de Jesus Cristo estão no caminho largo para a destruição, e o sofrimento é horrível, espantoso, eterno e evitável.

Pense nisso! Ainda há tempo da melhor escolha.

Pb. João Placoná

domingo, 30 de janeiro de 2022

A Esperança

 Quando perdemos a esperança, nuvens escuras de desespero pairam sobre nossa cabeça.

O futuro parece sombrio, e o amanhã, incerto. A esperança nos move do que é para o que será. Ela pinta o futuro em um conjunto de cores brilhantes. Ergue nosso espírito da lama lá embaixo para o céu acima de nós. Veja o vídeo...




segunda-feira, 17 de janeiro de 2022

Quem irá pro Inferno?

 










QUEM IRÁ PRO INFERNO?

O inferno tem se tornado um assunto controverso nos últimos anos, mesmo entre os cristãos.

No entanto, a controvérsia é inteiramente feita pelo homem. A rejeição da realidade do inferno deriva de uma incapacidade humana de reconciliar o amor de Deus com o castigo eterno ou de uma rejeição direta da Palavra de Deus.

Até mesmo alguns cristãos professos têm chegado a conclusões não-bíblicas.

Alguns têm tentado redefinir o inferno, criar um estado intermediário não encontrado nas Escrituras ou negar o inferno completamente.

Ao fazer isso, estão ignorando a advertência de Jesus em Apocalipse 22:19: “e, se alguém tirar qualquer coisa das palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte da árvore da vida, da cidade santa e das coisas que se acham escritas neste livro.”

O inferno é mencionado 167 vezes na Bíblia, às vezes chamado de Geena, Hades, abismo ou de tormento eterno (Provérbios 7:27, Lucas 8:31, 10:15, 2 Tessalonicenses 1:9). Jesus falou do céu e do inferno como lugares reais (Mateus 13:41–42; 23:33; Marcos 9:43–47; Lucas 12:5).

A história que Jesus contou sobre o homem rico e Lázaro foi um evento real que demonstrou a realidade dos dois destinos eternos (Lucas 16:19–31). O céu é a morada de Deus (2 Crônicas 30:27), onde Jesus foi para “preparar um lugar” para aqueles que O amam (João 14:2).

O inferno foi criado para “o diabo e seus anjos” (Mateus 25:41).

Entretanto, como todo ser humano é pecador, toda pessoa já foi condenada ao inferno (Romanos 3:10; 5:12; João 3:18). Todos merecemos o inferno como a justa punição por nossa rebelião contra Deus (Romanos 6:23).

Olha a lista dos pecadores:

“Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia,

Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias,

Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus.” - Gálatas 5:19-21

“Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus? Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.” 1 Coríntios 6:9,10

“Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos que se prostituem, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte.”  Apocalipse 21:8

Dificilmente escaparíamos dessa lista. Mas, pela infinita bondade de Deus temos:

“Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.” João 3:17,18

Jesus foi claro que "se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus" (João 3:3).

Ele também deixou claro que o inferno é um castigo eterno para aqueles que não obedecem a Ele (Mateus 25:46).

2 Tessalonicenses 1:8–9 diz que, no final, Deus tomará “vingança contra os que não conhecem a Deus e contra os que não obedecem ao evangelho de nosso Senhor Jesus.

Estes sofrerão penalidade de eterna destruição, banidos da face do Senhor e da glória do seu poder.” João Batista disse sobre Jesus: “A sua pá, ele a tem na mão e limpará completamente a sua eira; recolherá o seu trigo no celeiro, mas queimará a palha em fogo inextinguível” (Mateus 3:12).

João 3:18 explica de forma bem simples quem irá para o céu e quem irá para o inferno: “Quem nele crê não é julgado; o que não crê já está julgado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.”

Sendo assim, aqueles que irão para o inferno são especificamente aqueles que não creem no nome de Jesus.

Acreditar vai além do reconhecimento mental da verdade. Acreditar em Cristo para obter salvação requer uma transferência de lealdade. Paramos de adorar a nós mesmos, abandonamos nossos pecados e começamos a adorar a Deus com nosso coração, alma, mente e força (Mateus 22:36–37; Marcos 12:30).

Deus deseja que toda pessoa passe a eternidade com Ele (Mateus 18:14; 2 Pedro 3:9), mas Ele honra o nosso livre-arbítrio (João 4:14).

Qualquer um que assim deseje pode ir para o céu (João 1:12). Jesus já pagou o preço pela nossa salvação, mas devemos aceitar esse dom e transferir a propriedade de nossas vidas para Ele (Lucas 9:23).

O céu é perfeito, e Deus não pode levar para lá ninguém que insista em manter o seu pecado.

Devemos permitir que Ele nos purifique de nossos pecados e nos faça justos aos Seus olhos (2 Coríntios 5:21). João 1:10–12 nos mostra o problema e a solução: “O Verbo estava no mundo, o mundo foi feito por intermédio dele, mas o mundo não o conheceu. Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que creem no seu nome.”

Podemos escolher confiar no pagamento de Jesus pelo nosso pecado, ou podemos optar por pagar pelos nossos próprios pecados - mas devemos nos lembrar que o pagamento pelo nosso pecado é a eternidade no inferno. C. S. Lewis disse assim: “No final, há apenas dois tipos de pessoas: aqueles que dizem a Deus: 'seja feita a tua vontade', e aqueles a quem Deus diz no final: 'seja feita a tua vontade'”.

Gotquestions.português

Pb. João Placoná

 

 

sexta-feira, 14 de janeiro de 2022

Deus te abençoe!

 








Você sabe o real significado quando desejamos: DEUS TE ABENÇOE, não!

Então click na figura acima.

Ouça o áudio até o final.

Fique com Deus!

Pb. João Placoná






quinta-feira, 13 de janeiro de 2022

A porta aberta (tempo da graça) está se fechando?

 










Vimos por vídeo momentos antes da tragédia em Capitólio – Minas Gerais, onde uma parte da rocha desabou...

Pelos áudios e vídeos gravados pelos turistas podemos observar que muitos gritavam: SAIAM DAÍ!!! – SAIAM DAÍ!!! – SAIAM DAÍ!!!

Mas, devido a falação e gritaria dos turistas, não dava pra ouvir claramente.

Algumas lanchas se desviaram e salvaram as pessoas, outras não conseguiram e deu no que deu: 10 mortes...

Então, me veio à mente o seguinte: Aqueles que conhecem um pouco da Bíblia Sagrada vão se lembrar que Noé, tentou avisar o povo que haveria um Dilúvio e que a única maneira de se salvar era entrar na Arca que estava construindo.

Como em Capitólio, o povo estava mais preocupado com a sua vida e bem estar, não dando atenção aos clamos de Noé.

Tragédias à parte, vemos no mundo de hoje muita gente distraída, muitos brincando com o perigo, brincando com o pecado e brincando de ser cristão.

Felizmente não faltam pregadores (pastores, padres, etc.) que pregam quase diariamente que o mundo vai passar, mas, a maioria se encontra “brincando, tirando “selfies” e distraído”.

Começamos 2022 igual à 2020, 2021 com tragédias, epidemias, mortes, a natureza gemendo e Deus gritando para humildade; “Voltem-se para mim e arrependem-se dos seus pecados!”

Enquanto isso a multidão segue brigando por política, querendo carnaval lotando estádios de futebol e esvaziando igrejas.

A distração continua, e a parede de rocha prestes a esmagar a humanidade.

Tudo indica que o tempo da porta aberta (tempo da graça) está por fechar.

Mas, a boa notícia é que, ainda há tempo!

“Creia no Senhor Jesus e serás salvo, tu e os de tua casa!” Atos 16:31

Pb. João Placoná

quarta-feira, 12 de janeiro de 2022

Rocha desaba em Capitólio – MG

 










Pela foto vemos momentos antes da tragédia em Capitólio – Minas Gerais, onde uma parte da rocha desabou...

Pelos áudios e vídeos gravados pelos turistas podemos observar que muitos gritavam: SAIAM DAÍ!!! – SAIAM DAÍ!!! – SAIAM DAÍ!!!

Mas, devido a falação e gritaria dos turistas, não dava pra ouvir claramente.

Algumas lanchas se desviaram e salvaram as pessoas, outras não conseguiram e deu no que deu: 10 mortes...

Então, me veio à mente o seguinte: Aqueles que conhecem um pouco da Bíblia Sagrada vão se lembrar que Noé, tentou avisar o povo que haveria um Dilúvio e que a única maneira de se salvar era entrar na Arca que estava construindo.

Como em Capitólio, o povo estava mais preocupado com a sua vida e bem estar, não dando atenção aos clamos de Noé.

Tragédias à parte, vemos no mundo de hoje muita gente distraída, muitos brincando com o perigo, brincando com o pecado e brincando de ser cristão.

Felizmente não faltam pregadores (pastores, padres, etc.) que pregam quase diariamente que o mundo vai passar, mas, a maioria se encontra “brincando, tirando “selfies” e distraído”.

Começamos 2022 igual à 2020, 2021 com tragédias, epidemias, mortes, a natureza gemendo e Deus gritando para humildade; “Voltem-se para mim e arrependem-se dos seus pecados!”

Enquanto isso a multidão segue brigando por política, querendo carnaval lotando estádios de futebol e esvaziando igrejas.

A distração continua, e a parede de rocha prestes a esmagar a humanidade.

Tudo indica que o tempo da porta aberta (tempo da graça) está por fechar.

Mas, a boa notícia é que, ainda há tempo!

“Creia no Senhor Jesus e serás salvo, tu e os de tua casa!” Atos 16:31

Pb. João Placoná



terça-feira, 4 de janeiro de 2022

Palavra do Presbítero 01

 










Com o nome Palavra do Presbítero 01, damos início a uma série de publicações, uma Coletânea de Reflexões Cristãs que com certeza ajudarão na sua vida espiritual, física, sentimental, profissional, econômica e financeira. Continue a leitura...

R$ 5,00 – VIA E-MAIL – 31 Páginas



Palavra do Presbítero 02

 











PALAVRA DO PRESBÍTERO 02

Com o nome Palavra do Presbítero 02, damos início a uma série de publicações, uma Coletânea de Reflexões Cristãs que com certeza ajudarão na sua vida espiritual, física, sentimental, profissional, econômica e financeira. Continue a leitura...

R$ 5,00 – VIA E-MAIL – 27 Páginas




segunda-feira, 3 de janeiro de 2022

A Salvação é Eterna ou Provisória?

 










A SALVAÇÃO É ETERNA OU PROVISÓRIA?

Quando afirmamos que um salvo não perde sua salvação, estamos considerando o salvo como alguém regenerado, que nasceu de novo pelo poder do Espírito Santo.

“Então quer dizer que se eu abandonar a fé e “cair no mundão”, ainda assim, serei salvo?”

Pergunto a você, leitor: Será que uma pessoa assim, que “cai no mundão” e permanece no mundão, realmente nasceu de novo? Continue a leitura...

R$ 5,00 – EBOOK – VIA-RMAIL – 17 Páginas




Jesus Salva

 








JESUS SALVA

Todos nós fomos envolvidos no pecado. O pecado gera toda classe de adversidades e por fim a perdição eterna.

Porém Deus se fez homem, Jesus Cristo foi sacrificado em uma cruz pagando o alto preço por nossos pecados.

Ele ressuscitou porque tem poder sobre a morte, e assim Ele derrotou o diabo, o autor do pecado.  Leia mais... Adquira-o!

R$ 2,00 - ebook – via e-mail – 3 Páginas




domingo, 2 de janeiro de 2022

Palavras de Jesus - Em Vermelho


 








PALAVRAS DE JESUS EM VERMELHO

Muitas Bíblias Sagradas trazem as Palavras de Jesus destacadas em vermelho.

Neste despretensioso trabalho procuramos destacar tais Palavras acreditando que serão de muita valia a todos os cristãos, principalmente aqueles que gostariam de conhecer o que ficou registrado nos 4 Evangelhos, em Atos dos apóstolos, em I Coríntios, em II Coríntios e em Apocalipse.

Creio que este livro será muito valioso, uma verdadeira ferramenta de estudos para Pastores, Padres, Evangelistas, Presbíteros e demais estudiosos da Palavra de Deus.

R$ 10,00 – EBOOK – VIA-EMAIL – 161 PÁGINAS




Como Ganhar Almas


 








COMO GANHAR ALMAS

A essência do Evangelho consiste na pregação ou no testemunho que conduz uma pessoa ao arrependimento e à consequente regeneração ou novo nascimento pela fé em Cristo. 

O reino de Deus na terra precisa de cristãos sábios, fervorosos, ricos em zelo, esperança, fé e dedicação para investir em almas para Deus.

 O reino de Deus não precisa de pessoas ricas e talentosas, mas de pessoas que possuam a sabedoria de Cristo para representar Seu caráter em um mundo depravado e pervertido e atrair almas do pecado.

 R$ 5,00 – EBOOK – VIA-EMAIL – 16 PÁGINAS




Manual para Novos Convertidos

 








MANUAL PARA NOVOS CONVERTIDOS

Você que aceitou a Jesus Cristo por seu Senhor e Salvador pessoal, nasceu de novo - nasceu de Deus.  O fardo do pecado já não existe.  A Paz de Deus reina em seu coração. A alegria do perdão divino pertence a você, assim como a vida eterna.

Ao aceitar a Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador você tomou a decisão mais importante de sua vida.  Agora é necessário entender o que Deus fez por você e aprender, por meio desta leitura, como usufruir das bênçãos que Deus tem reservado para sua vida.

R$ 10,00 – EBOOK - VIA E-MAIL – 41 PÁGINAS




Coletânea Cristã 1

 










A COLETÂNEA CRISTÃ 01 é composta de vários Estudos e Ensinos sobre a Bíblia Sagrada.

Nosso objetivo é trazer ao leitor conhecimentos específicos sobre as Sagradas Escrituras.

No número 01 você encontrará:

          Você é Cristão?

         10 Mandamentos no Novo Testamento

         O que é Santidade

         Prosperidade

         A difícil arte da Fé

         A importância da perseveração

         A Esperança de um novo amanhã

         A Batalha pela fé

         A luta contra o pecado

         Viver no Espírito

         A Bíblia e a questão Homossexual

         A Infidelidade Espiritual

         A Idolatria é condenada

          A leitura desse material com certeza edificará a sua vida crista.

         Boa leitura!

          R$ 12,00 – EBOOK – VIA E-MAIL - 46 Páginas

         


 

        

 


sábado, 1 de janeiro de 2022

Versículos Abençoados

 









A Bíblia deveria ser o livro de cabeceira de todos, principalmente dos pobres e oprimidos.

A humanidade deveria sair das futilidades da vida e jamais dar as costas àquilo que explica de onde veio, porque veio, e para aonde vai.

A Bíblia é como uma bússola – sempre direciona o cristão corretamente.

A Bíblia é o mais poderoso instrumento que o pregador pode ter. Com ela falo com confiança a mais sofisticada ou mais degradada ou mais incrédula das pessoas.

A Bíblia não é um livro qualquer, mas sim uma Criatura Viva, com um poder que conquista tudo que se opõe a ela.

A Bíblia não nos foi dada para aumentar nosso conhecimento, mas para mudar a nossa vida.

Com certeza caro leitor, ao se deliciar com os versículos escolhidos “a dedo” para você, a sua vida nunca mais será a mesma; haverá uma transformação na sua vida, creia! Compre agora!!!

Valor: R$ 5,00  -  EBOOK – Via E-mail - 51 Páginas