sexta-feira, 3 de julho de 2015

Quando a oração resolve

"Ora que melhora" ou "Vamos orar"? 

Pois bem meus amigos, falaremos um pouco sobre o poder da oração e os seus efeitos.

De certa forma, a maioria das pessoas acreditam que a oração é o meio de comunicação para as coisas espirituais, uma linha de acesso para alguma divindade, então, de essencial importância mas por vezes não utilizada. E por quê?

Creio que a resposta número um deve ser por frustração. Sim, frustração.

Principalmente por já ter praticado quando preciso e aparentemente não ter funcionado.

Em outros casos, a falta de paciência na espera ou por se sentir ridicularizado por acreditar que alguma coisa poderia dar certo apenas com uma simples oração.

Eu costumo dizer em minhas palestras que Deus ouve a todas as orações:

Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos, E os seus ouvidos atentos às suas orações; Mas o rosto do Senhor é contra os que fazem o mal. (1Pedro 3: 12) mas o atender não é o mesmo: Pedis, e não recebeis, porque pedis mal. (Tiago 4: 3)

Agora, você pode estar se perguntando:

Qual a maneira correta de orar pedindo alguma coisa e ser atendido?

Tenho para mim que a oração é como uma petição, uma causa na justiça que uma vez levada ao juiz será analisada e depois será dado o veredito, mas é importantíssimo que seja bem redigida, que os objetivos sejam claros, que os detalhes não sejam esquecidos, que a formalização daquela petição tenha fundamento sólido e de preferência possua um bom advogado.

Pois bem, para quem é cristão e acredita em Deus, sabe que temos o melhor: O nosso advogado é o nosso Senhor Jesus Cristo:

Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo.(1 João 2: 1)

O mesmo que justifica os nossos erros, é aquele que advoga a nossas petições.

Então é preciso acreditar que este Advogado é excelente, acatar as suas orientações e depender da sua promessa: E ele fará sobressair a tua justiça como a luz, e o teu juízo como o meio-dia. (Salmos 37: 6)

Que esta Palavra te ajude a compreender que você não está sozinho e que todas as tuas petições em nome de Jesus, o filho de Deus, sejam atendidas.

Bispo Miro Pereira

Pb. João Placoná

Quantos caminhos levam a Deus?

“E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos.” (Atos 4:12)

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Estou sofrendo por estar desobedecendo?

Nem sempre. Evidentemente Deus disciplina a seus filhos que ama, mas Ele pode muito bem usar das tribulações para nosso aprendizado ou das pessoas que nos cercam, independente do modo como estamos andando. Muitos servos fiéis sofrem doenças, pobreza, rejeição e perseguição porque Deus assim permite (como aconteceu com Jó) para ensinar algo a eles ou a outros (até hoje aprendemos com o sofrimento de Jó).

terça-feira, 23 de junho de 2015

Como convencer católicos do pecado da idolatria?

Como convencer os católicos de que a idolatria é pecado, se eles não se consideram idólatras e acham que suas imagens são apenas objetos de culto ou veneração, e não ídolos. Sei bem o que dizem, porque eu também já fui um: que é como a foto de alguém de quem gostamos de nos lembrar.

Os mortos podem ajudar os vivos?

Não, os mortos estão mortos, ou seja, não têm mais atuação nesta vida. Os que foram salvos estão com o Senhor e os que não foram salvos estão no Hades, o lugar dos mortos, aguardando o juízo. Os primeiros estão tão ocupados com Cristo que não irão interferir nos problemas dos vivos e os outros estão em densas trevas, incapazes de qualquer relação com os vivos.

domingo, 21 de junho de 2015

Pessoas do mesmo sexo podem se casar?

Antes de falar de casamento ou matrimônio de pessoas do mesmo sexo, é preciso dividir o assunto em partes, perguntando primeiro "O que é casamento?" e depois "Quem une um casal?". Mas antes mesmo de responder a estas perguntas é preciso também entender que Deus enxerga a humanidade em duas classes, e estas não são por cor da pele, conta bancária ou opção sexual. Deus enxerga os homens como "salvos" e "perdidos". Isto fica claro quando o apóstolo Paulo escreve aos cristãos em Éfeso, mostrando que agora eles ocupavam uma posição diferente da que ocupavam antes.

sábado, 20 de junho de 2015

Se você se interessou em ver este vídeo é porque você é um Cristão! Não importa se é um cristão católico ou um cristão evangélico. O que ensinaremos é útil para todos que têm Jesus como seu único e suficiente Salvador.

.

from Pb. João Placoná on Vimeo.